Ufal investe R$ 90 milhões em infraestrutura em três campi

Obras concluídas, em andamento e em fase de licitação retratam atualmente o cenário da Universidade Federal de Alagoas na área de infraestrutura visando atender à uma demanda crescente de ações conectadas com a formação acadêmica qualificada. No cronograma de inaugurações, com início este mês e transcorrendo nesses próximos dois anos, serão entregues à comunidade universitária 52 espaços acadêmicos e administrativos, entre novos e reformados, totalizando um investimento de R$ 90 milhões.

 

O Campus A.C. Simões, em Maceió, está contemplado com 30 obras; o Campus do Sertão com seis e o Campus Arapiraca com 11 obras, cujo investimento é feito com recursos oriundos de programas federais e do Ministério da Educação (MEC), a exemplo do Reuni, criado para a reestruturação e expansão das universidades.

 

A rotina de trabalho voltado ao crescimento físico da Ufal tem à frente a engenheira civil Nélia Callado, superintendente de Infraestrutura, comandando diariamente uma equipe de mais de 300 pessoas, entre servidores da instituição e terceirizados, nas atividades diversas. Segundo ela, o trabalho é realizado em equipe, conforme atribuições das três gerências (Serviços Gerais, Serviços de Projetos e Obras e Serviço de Patrimônio e Suprimentos) e outros setores dentro do organograma da Sinfra.

 

Agregam-se ao dinamismo, a exigência e a dedicação do trabalho diário desempenhado por Nélia Callado as reuniões específicas e as viagens semanais aos campi do interior para acompanhar e se inteirar das inúmeras demandas recebidas. Ela aproveita para destacar a importância da superintendência nessa rotina. “A Sinfra é, sem dúvida, fundamental no crescimento físico e viabilização do funcionamento da Ufal. Cabe ao setor ainda outras responsabilidades como: limpeza, segurança, capinagem, serviços de manutenção predial e viários, dentre outros”, frisa.

 

E a boa notícia é que o corte de recursos na educação não afetará a execução das obras. “O corte foi no custeio e não compromete o cronograma físico e financeiro das obras”, afirma a superintendente. Nélia ainda destaca que em 2014 foi o ano em que se registrou o maior número de licitações: 18 no total, um trabalho que envolveu mais 30 novas obras em todos os campi da Ufal.

 

Entraves e obstáculos

Tida como uma construção de grande porte, por englobar sete obras e orçado em R$ 26 milhões com recursos oriundos do Ministério do Esporte, a obra do Complexo Poliesportivo do Campus A.C. Simões, em Maceió, levou dois anos para ter licitação concedida pelos órgãos de controle da União, como a Procuradoria Geral (PGU), Controladoria Geral (CGU) e Auditoria Geral (AGU) até à conclusão.

 

Nélia Callado explica que foram enfrentados vários desafios para atender as exigências solicitadas conforme recomendação dos órgãos de controle. Pela primeira vez, a Ufal fez uma licitação pelo Regime Diferenciado de Contrato, conhecido como RDC. “Além da capacitação da equipe de licitação da Sinfra, tivemos que fazer uma parceria com a Infraero, por ter experiência em licitação pelo RDC”, informa.

 

O trabalho dinâmico e contínuo da Sinfra enfrenta vários obstáculos e a superintendente aponta como um deles o controle de acesso para o perímetro do fundo do Campus A.C. Simões, em Maceió, a ser dotado de uma via formal, a partir da construção de um muro. “É preciso deixar bem claro que não há o impedimento do acesso da população circunvizinha ou não no campus, que poderá fazê-lo pelas vias formais existentes. Ou seja, pelos portões da frente e do fundo com segurança, porque esses locais têm iluminação e vigilância”, destacou Nélia Callado com a certeza de que ainda terá muito desafio pela frente no comando do crescimento físico da Universidade Federal de Alagoas.

 

Assim como a obra do Complexo Esportivo, o prédio da Faculdade de Medicina do Campus Arapiraca é também uma obra de grande porte iniciada este ano com prazo de conclusão previsto para o ano de 2017.

 

Próximas inaugurações

 

Conforme o cronograma da Superintendência de infraestrutura (Sinfra), cerca de nove obras serão inauguradas neste mês de março. Em Maceió, dentre as obras estão: a via lateral do Campus A.C. Simões para o acesso à Avenida Paulo Holanda, construída pela Prefeitura de Maceió; e a da entrada do campus, que será modernizada com cartões de acesso afixados no para-brisa dos veículos para abertura automática dos portões.

 

Também para este mês de março, está prevista a conclusão do bloco de laboratórios da Escola de Enfermagem e Farmácia (Esenfar); da Sala Cofre do Núcleo de Tecnologia da Informação (NTI) e a conectividade da citada sala; Restaurante Universitário (RU) da Unidade de Viçosa e mais um bloco de sala de aula no Campus Arapiraca. Há a previsão de inaugurar, em breve, duas Unidades Acadêmicas: Instituto de Psicologia (IP) e o Instituto de Ciências Biológicas e da Saúde (ICBS).

 

(Fonte: Tribuna Hoje)

Aproveite todas as licitações públicas em um só lugar!