Três empresas apresentam propostas para reconstrução do Teatro Ouro Verde, de Londrina

A Universidade Estadual de Londrina (UEL) realizou na manhã desta sexta-feira (25) a abertura dos envelopes de três empresas que apresentaram proposta ao edital de licitação para contratação, em regime de empreitada por preço global, para execução da obra de restauração e reforma do Cine Teatro Ouro Verde, incluindo o fornecimento de mão de obra, materiais e equipamentos para sua execução, no valor máximo de R$ 14.061.409,83.

Se inscreveram como proponentes, as empresas Rac Engenharia e Comércio Ltda., de Curitiba; Regional Planejamento e Construções Civis Ltda., de Londrina; e a Técnicas Eletro Mecânicas Telem S/A, de São Paulo.

Para coordenar todo este processo, que licita o maior valor de obra já executado na UEL até então, a administração da Universidade constituiu uma comissão especial, presidida pelo servidor Carlos Antonio da Silva Freire, da Diretoria de Material, da Pró-Reitoria de Administração e Finanças (Proaf), e composta por outros membros, profissionais docentes e técnicos das áreas de Engenharia, Arquitetura da UEL.

A primeira etapa deste processo de licitação ocorreu com a abertura dos envelopes de número 1, contendo as propostas de preços de cada uma das três empresas participantes. A partir do menor valor de proposta apresentado, concorrem: a Telem, com proposta no valor global de R$ 11.954.091,50; a Regional, com valor proposto de R$ 12.641.421,60; e a Rac, com proposta no valor total de R$ 13.498.910,15.

Em razão da especificidade da obra e pela necessidade de análise técnica das propostas e planilhas orçamentárias que a compõem, a Comissão Especial de Licitação fará agora, a análise técnica e o julgamento das propostas conforme as especificações do edital. O julgamento desta primeira fase deverá ser divulgado no prazo de até cinco dias.

“Do resultado do julgamento cabe recurso administrativo por parte das licitantes, tanto em relação a própria desclassificação, quanto a classificação das outras participantes. Havendo recursos em relação a esta fase, a abertura do envelope número 2, contendo os documentos de habilitação, somente ocorrerá após a finalização dos processos recursais, o que pode demorar de 30 a 60 dias – somente nesta fase – dependendo do número de recursos interpostos.

Não havendo recursos em nenhuma das fases, a licitação poderá ser finalizada em até 30 dias, no máximo. De qualquer forma, é importante esclarecer que a proposta mais vantajosa para a Administração em licitação do tipo menor preço é aquela que Atende todas as exigências constantes do edital e possui o menor preço”, explicou a advogada da Procuradoria Jurídica da UEL Arlete Reis.

Participaram da reunião de abertura dos envelopes, representando a administração da UEL, a chefe de Gabinete Maria Julia Giannasi Kaimen, o pró-reitor de Planejamento Luis Fernando Pinto Dias, e Roseli Alves, representando o pró-reitor de Administração e Finanças.

A comissão especial é formada pelos seguintes integrantes titulares: Silvia Galvão Cervantes (engenheira elétrica e diretora do CTU), Humberto Yamaki (arquiteto/CTU), Rafael Cezar Fujita (engenheiro/PCU), Sidnei Junior Guadanhim (arquiteto/CTU), Tânia Maria Pessoa (diretora de obras/PCU), Marco Aurélio Mafra (diretor de Material/Proaf), Lucimeiry Maria Nascimento (GR) e o professor Gilson Bergoc, (diretor de Planejamento e Desenvolvimento Físico/Proplan). Os membros suplentes são: José Martins Fernandes Junior (DPDF/Proplan) e Marcelo Rodrigues (PCU).

(Fonte: O diario)

Aproveite todas as licitações públicas em um só lugar!