Secretário de Desenvolvimento presta esclarecimento sobre licitação de aplicativo

15 de Janeiro de 2018

O secretário de Desenvolvimento Econômico de São José do Rio Preto (SP), Liszt Abdala, prestou esclarecimento aos vereadores sobre a licitação do aplicativo da Área Azul digital, nesta segunda-feira (15).

O investigado no escândalo da Emurb – Empresa Municipal de Urbanismo afirmou que não tinha conhecimento da participação das empresas de sua mulher e irmã na licitação do aplicativo.

“Eu não participo da gestão das empresas há muitos anos. Há 7 anos saí da gestão de uma delas e de outra eu nunca participei, então não tenho acesso às informações das empresas”, afirmou Liszt.

Os vereadores investigam se a empresa vencedora da licitação combinou o preço com as empresas da família do investigado. Também é apurado o fato do prestador de serviços e de uma ex-funcionária da Emurb serem sócios da empresa que venceu a licitação.

Para o presidente da Comissão de Obras e Serviços da câmara, o esquema desrespeita o princípio da moralidade.

“A lei entende que havendo o político e familiares participando do processo licitatório, ele poder ter interferência e obter informações privilegiadas. Tudo isso é a lei que fala”, disse o vereador Gerson Furquim (PP).

Na próxima segunda-feira (22), os vereadores irão oficializar o pedido de apuração dos indícios de irregularidade na licitação da Área Azul digital. O Ministério Público instaurou um inquérito para investigar o caso. Na prefeitura, uma auditoria está sendo realizada na Emurb.

Denúncia

Após uma apuração realizada pela TV TEM, foi constatado que a empresa vencedora da licitação tinha como sócia uma funcionária de Emurb (Empresa Municipal de Urbanismo), que foi exonerada do cargo.

O nome da servidora pública estava no contrato social da empresa contratada para fornecer o aplicativo, que é de cartuchos e suprimentos. O contrato, no valor de R$ 80 mil, passou a ser pago desde junho.

Uma nova licitação deve ser realizada para contratar a empresa gestora do aplicativo, que foi cancelado definitivamente.

Em meio à polêmica, a então presidente da Empresa Municipal de Urbanismo – Emurb, Vânia Pelegrini, deixou o cargo após o anúncio do prefeito Edinho Araújo (PMDB).

Mesmo com a versão da presidente, uma Comissão Parlamentar de Inquérito foi aberta e o requerimento será votado no dia 22 de janeiro.

Quem assumiu a direção da Emurb interinamente é o secretário da Fazenda Ângelo Bevilacqua.

Fonte: G1

 

Aproveite todas as licitações públicas em um só lugar!