Rio Preto investe R$ 100 mil na decoração do Natal 2014

Depois de um Natal em branco em 2013, sem qualquer decoração, a Prefeitura de Rio Preto decidiu investir R$ 100 mil para receber o “bom velhinho” este ano. Uma das licitações já foi aberta e servirá para a compra das luzes que enfeitarão alguns pontos da cidade. Serão iluminadas as árvores que ficam no canteiro central da avenida Alberto Andaló, da praça Rui Barbosa e dos distritos de Schmitt e Talhado. Também está prevista iluminação para o prédio da Prefeitura. Só para a compra das luzes a Prefeitura pretende gastar R$ 67 mil.

 

O projeto de decoração da Secretaria de Negócios e Turismo de Rio Preto também prevê a instalação de três árvores de natal gigantes. Duas de nove metros de altura e uma de 12. Uma delas será posicionada no começo da Alberto Andaló e as outras duas no Calçadão. Para a presidente da Associação Comercial e Industrial de Rio Preto (Acirp), Adriana Neves, o investimento é muito importante para que os consumidores entrem no clima natalino e com isso aqueçam as vendas. “Precisamos desse estímulo, principalmente este ano, quando o país vive uma crise muito grande e forte. Ainda estamos abaixo do volume de vendas do ano passado e espero que com essas ações e outras que a entidade está promovendo, o cenário mude no fim do ano”, diz.

 

Desperdício

Os seis papais-noéis gigantes mais uma vez ficarão de fora. Os bonecos, comprados em 2010 por R$ 12,4 mil cada (R$ 74,4 mil ao todo), foram “aposentados” pela atual administração. Esses enfeites foram usados em apenas três natais e agora o único local que “decoram” é o interior do antigo galpão do Instituto Brasileiro do Café (IBC), na avenida Cenobelino, sob responsabilidade do poder público.

 

De acordo com a assessoria de imprensa da Prefeitura, “os seis papais-noéis não serão parte integrante da decoração, pois precisam de manutenção para ser colocados nas ruas”. A nota cita ainda que os enfeites não serão utilizados “por questões financeiras, já que eles precisam passar por processo de pintura e recuperação da fibra”. O secretário de Negócios e Turismo, Alex Carvalho, não foi encontrado para falar sobre o assunto.

 

(Fonte: Diario Web)

Aproveite todas as licitações públicas em um só lugar!