Prefeitura revê preço e licitação para recapear Guaicurus para de novo

Lançada há sete meses, a licitação para recapeamento da avenida Guaicurus, cujo teto é de R$ 12,4 milhões, continua sem desfecho. Nesta quarta-feira, foi dado prazo até 17 de março para que as empresas autoras dos melhore propostas façam readequação de planilha de composição de preço.

 

Como a licitação é na modalidade menor preço, a Seintrha (Secretaria de Infraestrutura, Transporte e Habitação) pediu as correções nos lotes 1 e 2 para a empresa Selco, que apresentou o menor valor. No lote 3, alteração deve ser feita pela empresa Marco Arnaldo, única concorrente.

 

Ao todo, serão feitos 10 quilômetros de drenagem e recapeamento, principalmente, próximo ao museu José Antônio Pereira, ponto de alagamento.

 

Para o lote 1, o menor valor foi apresentado pela Selco: R$ 5.099.177,35. O trecho vai do anel rodoviário até à avenida Gury Marques. O valor máximo a ser pago é de R$ 6.156.370,67.

 

No lote 2, que vai da avenida Gury Marques até ao Museu José Antônio Pereira, o valor máximo é de R$ 4.243.106,51. A Selco também apresentou menor valor: R$ 3.563.563,39.

 

Para o lote 3, somente a empresa Marcos Arnaldo ofereceu proposta, no valor de R$ 826.120,88. O trecho se estende do Museu José Antônio Pereira até à rua Evelina Selingardi, com teto de R$ 1.032.652,72.

 

O lote 4, que prevê a implantação de ciclovia/pista de caminhada do anel rodoviário até à rua Evelina Selingardi (extensão de 8 km), não teve interessados. O valor máximo para a obra é de R$ 1.068.143,54. A Prefeitura terá que abrir nova licitação. A licitação 05/2013 foi lançada em 23 de agosto do ano passado pela Prefeitura de Campo Grande e a previsão de início da obra era outubro.

 

(Fonte: Campo Grande News)

Aproveite todas as licitações públicas em um só lugar!