Prefeitura relança licitações para reforma do lago e construção de escola

Duas licitações abertas pela Prefeitura de Umuarama, para obras financiadas pelo Paraná Cidade da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano (Sedu), estão prontas para serem relançadas nos próximos dias. Uma delas prevê a revitalização do Lago Aratimbó, com uma série de melhorias, enquanto a outra trata da contratação de empresa para construir uma escola no Parque Industrial. Na primeira publicação não houve empresas habilitadas para a execução.

 

Para as obras previstas no lago, tanto o projeto quanto o preço estão mantidos. De acordo com o secretário municipal de Habitação e Projetos Técnicos, Márcio Maia, o acervo técnico exigido das empresas foi readequado e as novas exigências foram aprovadas pela Sedu e Paraná Cidade. “As empresas interessadas não conseguiram atender a todas as exigências. Por isso, revemos a qualificação técnica e agora o edital será republicado”, comentou.

 

As obras contemplam uma repaginação do Lago Aratimbó para atrair mais visitantes e consolidá-lo como ponto de encontro e lazer da população. Incluem uma nova pista de caminhada no entorno da represa e a ponte ligando as duas margens, entre outras melhorias. O preço máximo fixado foi R$ 904,2 mil (sendo R$ 860 mil do Estado e contrapartida do município).

 

Serão executados 1.405m² de calçamento, uma ponte com estrutura metálica revestida em madeira de 77m, mais uma Academia da Terceira Idade (ATI), ampliação do deck para ancorar pedalinhos, um portal na Avenida Paraná e espaço para comercialização de lanches. Banheiros e quiosques com churrasqueiras serão reformados. Estão previstos ainda um parque infantil, gruta com uma imagem religiosa e palco a céu aberto para eventos artísticos e culturais.

 

O projeto para a construção da escola no Parque Industrial será republicado da mesma forma que na primeira tentativa de licitação. A falta de interesse pela obra, autorizada pela Prefeitura com recursos do governo do Estado, foi surpresa para o secretário. “O preço está dentro das exigências e condições do mercado. Tanto o projeto quanto o valor fixado – R$ 1 milhão 739 mil 875,85 – serão mantidos. Esperamos que desta vez surjam empresas dispostas a realizar esta obra”, resumiu.

 

O estabelecimento de ensino será na rua Carlos Jardim, com 1.300m², ao lado da Escola Municipal Analides Caruso. Terá nove salas de aulas, cozinha, refeitório, dependências administrativas e demais espaços para atender aos quase 300 alunos, dos quais terão regime de ensino integral.

 

(Fonte: Ilustrada)

Aproveite todas as licitações públicas em um só lugar!