Prefeitura deve divulgar essa semana vencedora de licitação do transporte público de Salvador

Passageiro vai contar com um serviço mais seguro

 

Três empresas interessadas em participar da licitação do sistema de transporte coletivo de Salvador apresentaram suas propostas comerciais e de habilitação na tarde desta segunda-feira (14), no auditório da Secretaria Municipal de Urbanismo e Transporte (Semut). O edital de licitação estava disponível desde maio de 2014 na secretaria para que as empresas e a população tivessem acesso.

 

Com a licitação, o passageiro vai contar com um serviço mais seguro, confortável e mais eficiente. A média de idade da frota de ônibus, que já chegou há dez anos, vai diminuir para 3,5, até 2016. Com a licitação, 100% dos ônibus serão adaptados para utilização de pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida, além de possuírem sistema de ventilação forçada, dando maior conforto aos usuários. As novas medidas vão estimular o uso do transporte público na cidade e reduzir o número de carros nas vias principais da cidade.

 

As propostas serão analisadas pela comissão de licitação e após essa etapa, será realizada uma sessão de abertura dos envelopes de habilitação das empresas que vencerem a primeira fase.

 

Inovação – A adoção do sistema de monitoramento da frota, realizado em tempo real por meio de GPS, vai permitir fiscalizar com mais rigor a oferta de linhas de acordo com a demanda de passageiros, eliminando a falta de ônibus. O rastreamento será feito por câmeras e moderna tecnologia embarcada, permitindo o acompanhamento pelo Centro de Controle de Operações da Prefeitura (CCO) e dos concessionários. Os novos ônibus deverão ter motorização padrão Euro V, o que reduz a emissão de gases poluentes. Outra exigência, assinalada pelo secretário, é a ventilação forçada dos novos veículos.

 

Concessão – O direito exploração dos serviços será concedido à empresa que apresentar o maior valor de outorga. Os recursos do pagamento da outorga serão reinvestidos em transporte público e na infraestrutura de mobilidade. A tarifa inicial é de R$ 2,80, com previsão de revisão a cada quatro anos, baseada na variação no Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). O primeiro reajuste deverá ocorrer somente em janeiro de 2015.

 

Informação – Pelo edital, as concessionárias terão que prestar informações via painéis de mensagens, sobre os horários de passagem dos ônibus em tempo real nos terminais, estações e pontos de parada. A consulta sobre linhas e horários de ônibus pelo usuário poderá ser feita também pelo celular por SMS. Os ônibus serão dotados ainda de painéis digitais com informações de linhas e trajetos, complementando o painel dianteiro. Será também criado um serviço de call center para prestar informações e receber reclamações por telefone.

 

(Fonte: R7)

Aproveite todas as licitações públicas em um só lugar!