Prefeitura de Piracicaba aprova licitação para obras de recuperação da Estrada da Ceasa

02 de Outubro de 2018

Edital prevê R$ 4,3 milhões para realização dos serviços; administração deve assinar contrato na primeira semana de outubro; trecho é alvo de reclamações desde 2013.

A Prefeitura de Piracicaba (SP) aprovou a licitação no valor de cerca de R$ 4,3 milhões para a obra de recuperação da Estrada da Ceasa, que liga a rodovia do Açúcar (SP-308) à Rodovia Cornélio Pires (SP-155). A empresa vencedora, DNP – Terraplanagem e Pavimentadora Foresto Ltda, será a responsável pelas obras no trecho de quatro quilômetros da via de acesso SPA-155/308. A via está em situação precária e é alvo de reclamações e protestos desde 2013.

A assinatura do contrato deve ocorrer dentro de sete dias, a partir da divulgação da empresa vencedora do certame, realizada em 29 de setembro.

Entre os serviços previstos, além da recuperação da pavimentação no trecho, será feita a manutenção dos acostamentos e eliminados os “borrachudos”, causados pelo trânsito de veículos pesados, segundo o secretário de Obras, Vlamir Schiavuzzo. “A administração sempre se esforçou para a manutenção da via, mas não havia recursos para arcar com a sua recuperação completa”, disse.

A vicinal liga a Rodovia do Açúcar (SP-308) à Cornélio Pires (SP-155) e dá acesso à Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp) de Piracicaba. Em 2013, comerciantes da companhia fecharam a estrada em protesto contra as péssimas condições da pista.

Em julho deste ano, foi assinado o o convênio entre o prefeito Barjas Negri (PSDB) e o superintendente do DER, Rafael do Amaral Campos Junior. O gerente do posto da Ceagesp em Piracicaba, Marcos Ludovico Valentini, também acompanhou a oficialização do acordo.

A vicinal faz a ligação entre rodovias, ao longo da SPA-155/308, no entorno de diversas empresas e residências. A Ceagesp, entretanto, é o entreposto com maior movimentação de veículos de grande porte e tem cerca de 120 permissionários.

Segundo a prefeitura, pela rodovia circulam todos os dias produtores rurais, cerca de 200 empresários donos de supermercados, mercados, quitandas, boxes nos varejões espalhados por Piracicaba e cidades vizinhas.

“Além de 120 carregadores e uma dezena de colaboradores da unidade, que garantem a comercialização de 3,5 mil toneladas de frutas, legumes, verduras e outros produtos por mês aos piracicabanos e à população de cidades vizinhas”, afirma.

O gerente do entreposto da Ceagesp Piracicaba, Marcos Ludovico Valentini, afirma que, só pela Central passam todos os dias cerca de 250 veículos leves (automóveis) e cerca de 100 veículos pesados (caminhões).

“Os veículos sofrem com desgastes em função da precariedade da estrada. Por ser o caminho mais curto entre esses usuários e a Ceagesp, a recuperação da rodovia representa o respeito do Estado por esses incansáveis trabalhadores, que enfrentam a madrugada para garantir produtos frescos e de qualidade para toda a população”, completou.

Em junho de 2016, um grupo de comerciantes e membros do Sindicato dos Metalúrgicos bloquearam a estrada e recolheram assinaturas em um abaixo-assinado que reivindicava melhorias na pista.

Em 2017, a EPTV fez uma reportagem que mostrou os problemas nessa e em outras vias da região. Na época, a concessionária AB Colinas disse que a rodovia não fazia parte do lote de concessão deles e pelo acordo com o Governo do Estado fazia manutenções de tapa-buracos. Informou também que o asfalto estava todo comprometido e que precisava ser trocado.

Fonte: https://g1.globo.com/sp/piracicaba-regiao/noticia/2018/10/02/prefeitura-de-piracicaba-aprova-licitacao-para-obras-de-recuperacao-da-estrada-da-ceasa.ghtml

Aproveite todas as licitações públicas em um só lugar!