Prefeitura apresenta edital para a licitação do transporte público

 


Os vereadores de Salvador participaram, na manhã de ontem, da apresentação do edital de licitação da concessão do serviço público de transporte coletivo em Salvador, no Edifício Bahia Center, anexo da Câmara Municipal. Com a presença do secretário municipal de Urbanismo e Transporte, José Carlos Aleluia, o subsecretário da pasta, Orlando Santos, detalhou a proposta, que tem prazo de exploração de 30 anos de contrato, sem a possibilidade de renovação. O sentimento geral dos edis de Salvador é de que o edital represente uma nova fase para o transporte público no município.

O presidente da Comissão de Urbanismo e Transporte da Câmara Municipal de Salvador, vereador Euvaldo Jorge (PP), destacou a importância da modernização do transporte público em Salvador. “As propostas do edital modernizarão o sistema de transporte da terceira maior capital do país, que passará a oferecer mais agilidade, conforto e segurança não apenas para os usuários como também para os trabalhadores do setor”, comemorou Euvaldo Jorge.

De acordo com o edital, a cidade ficará dividida em três regiões: A (Subúrbio Ferroviário), B (Miolo), C (Centro e Orla). O serviço público será operado pela vencedora da licitação em três fases. A primeira etapa será gerida com a rede existente. A segunda, com novas linhas de ônibus e a previsão de uma maior integração. A última terá a inclusão das linhas 1 e 2 do metrô e dos corredores estruturantes do BRT, inclusive com a integração multimodal com os trens do Subúrbio Ferroviário.

O sistema de transporte público em Salvador, utilizado por aproximadamente 200 mil passageiros por dia, tem uma frota de 2.532 ônibus. De acordo com o secretário José Carlos Aleluia, a idade média da frota do município é de três anos e meio e um veículo só poderá ser utilizado por, no máximo, sete anos. Ainda segundo o edital, está prevista uma renovação de 20% da frota em 2014 e 15% nos anos seguintes, até completarem três anos e meio. Todos os veículos terão que estar dentro das normas de acessibilidade. Atualmente, 65% dos ônibus do município estão devidamente acessíveis às pessoas com limitação física.

Modernização

Tendo como referência o atual sistema de transporte público em Salvador, as mudanças previstas no edital prometem trazer mudanças antes inimagináveis na frota. Todos os veículos do BRT deverão ser climatizados e os veículos das linhas convencionais com sistema de ventilação. Serviço de localização em tempo real dos ônibus através do GPS, câmeras de monitoramento interna e externa, sistema de biometria para identificação de passageiros também estão previstos no edital.

O passageiro vai poder, por exemplo, através de um aplicativo em um smartphone, acompanhar a localização do ônibus e saber a previsão de chegada do ônibus desejado.

Cobradores

Se o usuário do transporte público deverá ser beneficiado com as mudanças, quem pode perder espaço são os cobradores. Com a tendência de uma menor utilização de dinheiro nas transações, o secretário José Carlos Aleluia comentou a possibilidade da operação do sistema sem a utilização dos profissionais. “É uma possibilidade para ser pensada, mas não agora. Neste momento, eles estão mantidos, mas há uma tendência que utilizemos cada vez menos o dinheiro nessas transações. No futuro, talvez numa outra gestão, é uma alternativa a ser discutida”, ponderou Aleluia.

(Fonte: tribuna da Bahia)

Aproveite todas as licitações públicas em um só lugar!