Prefeitura abre licitação para Compra de Softwares para finanças e contabilidade

A Prefeitura de Catanduva abriu licitação para a contratação de empresa para o fornecimento de licenciamento de uso de programa de informática, softwares, por prazo determinado abrangendo instalação, manutenção e treinamento dos sistemas contábil e financeiro.

 

Os softwares também deverão ser disponíveis para orçamento, tesouraria, controle de caixa, administração de pessoal, controle de ponto eletrônico, administração de receitas, declaração eletrônica de ISSQN, administração de pessoal, nota fiscal de serviços, portal transparência, patrimônio público, compras e materiais, licitação e contratos, ouvidoria pública, tramitação de processos, administração de frotas, informações gerenciais.

 

O aviso de pregão eletrônico foi publicado ontem no Imprensa Oficial do Município.   As propostas serão conhecidas no dia 22 de agosto, às 14h30, no setor de licitações da Prefeitura. O valor estimado não foi divulgado e o edital ainda não está disponível no Portal do Executivo.

 

Cidade Digital

O prefeito Geraldo Vinholi quer lançar o  Cidade Digital com empréstimo de R$ 16 milhões do programa Desenvolve-SP.  No projeto consta a instalação de fibra ótica, a integração dos sistemas dos postos de saúde, secretaria de educação com controle digital de presença dos alunos e controle também da merenda escolar, a alteração e modernização do sistema de finanças, que o prefeito afirma estar ultrapassado.

 

O primeiro passo e o mais barato foi lançado ontem em três pontos da cidade: o wifi gratuito para toda a população na Praça da República, Poupatempo e Terminal Urbano Gerson Gabas.

 

Conforme Vinholi, o projeto já foi encaminhado para análise do Desenvolve-SP. Para que esse recurso seja liberado é necessário todos os trâmites de financiamento, como a aprovação do projeto, a aprovação também em Brasília, a publicação de aceitação da liberação do recurso e lei específica do município.

 

Para colocar tudo isso em prática, a Prefeitura não espera que isso ocorra em poucos meses. Ao ser questionado sobre um novo financiamento, já que a prefeitura tem alguns para a pavimentação asfáltica, a compra de máquinas, que já totaliza mais de R$ 25 milhões, o Chefe do Executivo afirmou que a cidade está muito longe de ter um endividamento. “Temos uma folga de R$ 400 milhões e todos esses empréstimos possuem projeção de retorno financeiro”, afirmou.

 

Vinholi citou que os empréstimos do PAC2, existe a contribuição dos moradores para o pagamento do asfalto. Ressaltou que o financiamento feito para a substituição de máquinas vai permitir maior economia com a manutenção e, com isso, daria paga pagar as parcelas do empréstimo e, com a dívida com o Cidade Digital, que deverá ser de médio prazo, tem segue o exemplo de outras cidades que implantaram e garantiram uma economia e aumento de receita, sem  o aumento de impostos. “O resultado de um ano já nos permite pagar sem ter de aumentar impostos da cidade”, afirmou.

 

“A informatização, tanto na saúde como na educação, vai garantir a desburocratização, melhora no atendimento e, consequentemente, beneficiar os moradores”, disse.

 

(Fonte: O Regional)

Aproveite todas as licitações públicas em um só lugar!