Prefeita ‘corre’ contra o tempo para assegurar R$ 423 mi do PAC e evitar erros em licitações

Em uma ‘corrida contra o tempo’ para não perder os R$ 423 milhões do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) I e II, a prefeita de Várzea Grande, Lucimar Sacre de Campos (DEM), se reuniu na tarde desta quinta-feira (01) com representantes de órgãos de controle para apresentar os projetos e garantir a lisura de todo o processo.

 

“Não podemos perder tempo com erros em licitações. Se tiver mais demora, podemos perder (a verba). Temos uma equipe trabalhando diuturnamente nisso. Estamos aqui para apresentar todos os projetos aos órgãos de controle, para eles participarem de todas as etapas”, afirmou a prefeita, em rápida saída da sala de reunião aonde acontecia o encontro, na Prefeitura de Várzea Grande.

 

Estiveram presentes representantes do Tribunal de Contas da União (TCU), Controladoria Geral a União (CGU), Ministério Público Estadual e Ministério Público Federal. A apresentação dos projetos segue o combinado em reunião anterior, na qual as entidades de controle se colocaram decidiram atuar preventivamente, com participação ativa em todas as etapas de licitação e obra para evitar problemas.

 

A Controladoria e o TCU tem adotado esse tipo de atuação em várias cidades do Brasil que tiveram problemas para tocar o PAC. No município, os problemas começaram há mais de oito anos, nas gestões dos ex-prefeitos Murilo Domingos (PR) e Wallace Guimarães (PMDB) – ambos tiveram seus mandatos interrompidos antes da conclusão. A troca de administradores atingiu em cheio a execução do PAC e minou a confiança de empresas interessadas na execução de projetos.

 

As obras do PAC I e II devem atender todo município. São quatro frentes diferentes de trabalho: Águas; Esgoto; Habitação; e Infraestrutura. O primeiro edital já foi lançado, referente a obras de pavimentação na cidade. Neste mês, será lançado o primeiro para obras de esgotamento.

 

(Fonte: Olhar Direto)

Aproveite todas as licitações públicas em um só lugar!