Porto de Santos vai receber 1,8% a mais do PAC este ano

 


O porto de Santos (SP) receberá neste ano pelo menos R$ 118,32 milhões de recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) para diminuir o déficit de infraestrutura, 1,8% a mais que em 2013. O valor contempla recursos para desenvolvimento de projetos e obras físicas.

 

São obras estruturantes, especialmente intervenções nas vias internas do porto que recebem o fluxo de caminhões. Entre elas está a continuação das avenidas perimetrais, que separam os tráfegos de caminhões do de trens.

 

A construção da avenida na margem direita do cais (Santos)deve avançar ao longo do ano. A obra foi repartida em cinco trechos, dois estão prontos.

 

As licitações dos outros três trechos serão lançadas ainda neste ano no modelo de Regime Diferenciado de Contratações (RDC), mais ágil.

 

“Em termos de projeto, ou eles estão concluídos ou praticamente concluídos. Temos condições de que as três licitações possam ser colocadas na rua no segundo semestre”, disse o diretor de infraestrutura da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), Paulino Vicente.

 

O projeto executivo da avenida da margem esquerda (Guarujá) ainda está em andamento. Outra obra do PAC é a reforma do chamado cais da Copa do Mundo, cuja primeira etapa foi inaugurada semana passada. Ela receberá aportes até 2018, ano de corte do atual Plano Plurianual de Investimentos. No total, de 2013 a 2018 será destinado R$ 1 bilhão via PAC ao maior complexo aquaviário do país.

 

Não consta da lista de aportes a dragagem do porto. O investimento, previsto para este ano, estimado em R$ 300 milhões, virá do orçamento próprio da Secretaria de Portos (SEP).

 

Outras intervenções serão feitas com o caixa próprio da Codesp, administradora do porto. Uma delas é o Sistema de Gerenciamento de Informação do Tráfego de Embarcações no porto de Santos, o Vessel Traffic Management Information System (VTMIS), em licitação. Trata-se de uma ferramenta eletrônica de informações que auxiliará o fluxo de navios no porto, indicando, por exemplo, riscos em dias de mau tempo e facilitando a navegação. Também serão realizados com o orçamento da Codesp obras de reforço nos píeres de atracação da Alemoa e Ilha Barnabé.

 

(Fonte:Valor Econômico)

Aproveite todas as licitações públicas em um só lugar!