Petrobras licita oito blocos de exploração de petróleo e gás em Penedo

 


Pela primeira vez – Penedo -, é incluída em uma rodada de negociações da Petrobras. Isso mesmo, o município de acordo com estudos, tem potencial produtor do ‘líquido negro’ e gás natural. Estamos falando da 12ª Rodada de Licitações da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), que acontece nos dias 28 e 29 de novembro, no Rio de Janeiro.

Penedo possui oito blocos de exploração terrestre (tipo cavalo de pau), que estão inseridos na bacia de Alagoas-Sergipe, no total de 80. Em Alagoas, 19 municípios possuem 50 blocos de exploração e o estado vizinho, 30, com 14 cidades.

Como funciona

A licitação tem uma sequência. Os blocos são oferecidos por setor e as empresas fazem as ofertas para os blocos do setor que forem do seu interesse, que serão divulgadas no momento da licitação.

A área total oferecida na bacia de Alagoas-Sergipe é de 2.419 KM2 e a previsão de oferta por bloco varia de R$ 94 mil a R$ 293 mil, valor a ser pago pelas empresas para a assinatura do contrato. Porém, não é possível especificar quando a produção será inicializada. “A fase de exploração (conjunto de operações ou atividades destinadas a avaliar áreas, objetivando a descoberta e a identificação de jazidas de petróleo ou gás natural) para esta bacia é de cinco anos, a partir da assinatura do contrato”, disse em nota a assessoria Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Outro ponto destacado diz respeito a arrecadação de Penedo, o que de acordo com a ANP, só será possível calcular, diante da produção dos oito blocos que o município possui.

Entenda a 12ª Rodada de Licitações

A rodada licita 240 blocos exploratórios terrestres com potencial para gás natural em sete bacias sedimentares, nos estados do Amazonas, Acre, Tocantins, Alagoas, Sergipe, Piauí, Mato Grosso, Goiás, Bahia, Maranhão, Paraná, São Paulo.

E 110 blocos em áreas de novas fronteiras nas bacias do Acre, Parecis, São Francisco, Paraná e Parnaíba, como forma de atrair investimento para regiões ainda pouco conhecidas ou com barreiras tecnológicas a serem vencidas. Isso vai permitir o surgimento de novas bacias produtoras de gás natural e de recursos petrolíferos convencionais e não convencionais.

Também foram incluídos 130 blocos nas bacias maduras do Recôncavo e de Sergipe-Alagoas, com o objetivo de dar continuidade à exploração e produção de gás natural a partir de recursos petrolíferos convencionais e não convencionais contidos nessas regiões.

Segundo a ANP, 21 empresas estão qualificadas para participar das negociações:

1 – Alvopetro S.A. Extração de Petróleo e Gás Natural

2 – Bayar Empreendimentos e Participações Ltda.

3 -Companhia Paranaense de Energia

4 – Cowan Petróleo e Gás S.A.

5 – Eneva S.A.

6 – EP Energy Pescada Ltda.

7 – GDF Suez Energy Latin América Participações Ltda.

8 – Geopark Brasil Ex

9 – Gran Tierra Energy Brasil Ltda.

10 – Nova Petróleo S.A. – Exploração e Produção

11 – Ouro Preto oléo e Gás

12 – Petra Energia S.A.

13 – Petrogal Brasil S.A.

14 – Petroleo Brasileiro S.A.

15 – Repsol Exploración S.A.

16 – RWE Dea AG

17 – Shell Brasil Petróleo Ltda.

18 – Tradener Ltda.

19 – Trayectoria Oil & Gas S.A

20 – Total E&P do Brasil Ltda.

21 – Tucumann Engenharia e Empreendimentos Ltda.

Por: Roberto Miranda
(Fonte: Aqui Acontece)

Aproveite todas as licitações públicas em um só lugar!