Obras no aeroporto de São Luís não têm previsão de conclusão

As obras para ampliação do Aeroporto Marechal Cunha Machado, em São Luís, ainda não têm prazo para serem retomadas. Os serviços foram interrompidos no mês de abril, e uma nova licitação para a contratação da empresa que continuará com as atividades no local já foi feita. Porém, como o processo licitatório é demorado, ainda não há uma previsão para o retorno das obras.

Os serviços no terminal de passageiros foram interrompidos após a Marcozzi Construções Ltda., empresa que estava executando as obras, ter rescindido o contrato com a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), responsável pela administração do aeroporto. Para que as obras de ampliação continuassem, foi necessária a abertura de um novo processo licitatório, o que ocorreu na terça-feira (24), na modalidade pregão eletrônico. Nesse momento, a licitação está na fase de análise das propostas das empresas que se habilitaram.

Como todo esse processo pode se estender por vários dias até a homologação do resultado final, ainda não há um prazo para o retorno dos serviços no aeroporto da capital maranhense. Conforme informou a assessoria de comunicação da Infraero, após a assinatura da ordem de serviço a empresa vencedora da licitação terá um prazo de 15 meses para concluir as obras no Marechal Cunha Machado.

Rescisão

De acordo com a Infraero, a rescisão contratual que resultou na paralisação dos serviços no aeroporto ocorreu em razão de a Marcozzi Construções Ltda. não ter cumprido os prazos previstos em contrato, conforme cronograma para a execução dos serviços.

Já a Marcozzi, na época, informou que a decisão por rescindir o contrato partiu da própria empresa, uma vez que não tinha mais condições de arcar com os custos da obra. Segundo ela, os preços dos materiais que seriam utilizados durante a obra aumentaram acima do que estava previsto no processo licitatório, o que acarretaria prejuízos, caso a empresa continuasse com os trabalhos.

Por causa da paralisação dos serviços, apenas 15% das obras previstas foram concluídas até o mês de abril, sendo executados apenas os serviços preliminares e parte da infraestrutura básica de fundações da ampliação do terminal de passageiros. Como consequência, no canteiro de obras, os sinais de abandono estão por toda a parte. Em alguns setores da obra, a grama já cresceu, o que demonstra que o local não sofre nenhum tipo de intervenção há meses.

Ampliação

O projeto de ampliação do aeroporto vinha sendo estudado desde a reforma do terminal de passageiros, ocorrida de setembro de 2011 a agosto de 2012, quando técnicos constataram rachaduras na cobertura do terminal de passageiros, que foi interditado para reforma. Foram investidos cerca de R$ 13,1 milhões nas obras de reforma do terminal, que teve algumas de suas instalações ampliadas e o saguão totalmente climatizado.

A ampliação do terminal foi iniciada em maio do ano passado e contempla a instalação de quatro módulos operacionais. Os serviços estão orçados em aproximadamente R$ 14,5 milhões e preveem a ampliação do terminal de passageiros com módulos operacionais de desembarque, embarque e saguão. O módulo de embarque será instalado ao lado do antigo prédio da administração e o de desembarque ao lado do atual terminal de passageiros.
Já os módulos de check-in e check-out serão instalados, respectivamente, na frente e atrás do antigo prédio administrativo.

Com a instalação dos módulos, a área do terminal passará dos atuais 6,2 mil m² para 11,1 mil m². Também haverá a ampliação da capacidade do aeroporto em 1,6 milhão, passando dos atuais 3,4 milhões para 5 milhões de passageiros ao ano. De acordo com o cronograma de obras, a previsão era que os serviços fossem concluídos em julho deste ano.

Assim que os serviços estivessem finalizados, haveria melhorias estruturais, como a construção de novos sanitários e duas novas esteiras de restituição de bagagem. Também seria feita a ampliação do estacionamento e a implantação de duas pontes de embarque.

(Fonte: G1)

Aproveite todas as licitações públicas em um só lugar!