Obras do PAC 2 ainda não iniciaram

Passados quase dois anos, a administração municipal ainda não conseguiu iniciar as obras decorrentes do financiamento junto ao Governo Federal, através do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2). Desde o começo da atual gestão, iniciada em janeiro de 2013, uma das principais garantias dadas à população para execução de obras de pavimentação, drenagem de águas pluviais e outras melhorias de infraestrutura têm sido os recursos do PAC 2. A população, por enquanto, continua na espera dessas benfeitorias.

 

Ao todo, a Prefeitura de Rondonópolis conseguiu, inicialmente, a liberação de R$ 50 milhões, os quais foram divididos em três lotes (veja abaixo). De acordo com o secretário municipal de Infraestrutura, Melquíades Netto, essa demora para o começo das obras provenientes do PAC 2 ocorreu porque a viabilização e liberação dos recursos envolveu uma série de procedimentos burocráticos, iniciados com o então secretário Fábio Cardozo, estendendo pela passagem do Argemiro Ferreira e chegando até a gestão dele.

 

Melquíades Netto informa que a assinatura do contrato entre a Caixa Econômica Federal, o Ministério das Cidades e a Prefeitura somente ocorreu no final de julho deste ano. Desde então, o Município vem trabalhando em prol do processo licitatório para execução das obras. Atualmente as licitações dos lotes 1 e 2 estão sendo realizadas, segundo informado ao Jornal A TRIBUNA.

 

O 1º lote vai disponibilizar R$ 10.778.347,92, que serão investidos no Jardim Nova Era e Jardim Liberdade. O 2º lote, com um total de R$ 21.018.729,49, atenderá vias dos bairros Ana Carla, Parque Universitário, Vila Goulart, Vila Rica, além de ruas da região do Padre Lothar, incluindo o prolongamento da Rua Rio Branco. Ainda serão aplicados cerca de R$ 18 milhões no 3º lote, que contempla ruas do Jardim das Flores, Jardim Progresso, Lajeadinho, Jardim Reis e Padre Ezequiel Ramin.

 

Conforme Melquíades Netto, o poder público tem trabalhado com a meta de emitir as ordens de serviço referentes aos lotes 1 e 2 às empresas vencedoras na licitação até o dia 10 de dezembro de 2014. Ele explica que, depois de terminado o processo licitatório, será necessária ainda sua validação e homologação junto à Caixa. Já a perspectiva é dar a ordem de serviço referente às obras do lote 3 em 2015.

 

Além da finalização desse convênio, a Prefeitura vem trabalhando na concretização de um novo convênio de mais R$ 50 milhões, para atender bairros da região sudeste da cidade, como Sagrada Família, Parque São Jorge e Residencial Farias.

 

 

(Fonte: A Tribuna MT)

Aproveite todas as licitações públicas em um só lugar!