NOVA LICITAÇÃO DA ANP TERÁ PARTICIPAÇÃO DE 39 EMPRESAS

A Agência Nacional de Petróleo (ANP) informou ontem que 39 empresas se inscreveram na 13ª rodada de licitações de blocos exploratórios, após o fim do prazo para pagamento das taxas de participação. Em meio a um cenário de baixa dos preços do barril do petróleo e cortes de investimentos no setor, o interesse despertado pelas companhias na fase de inscrições deste ano é um dos mais baixos já registrados nos leilões nacionais dos últimos dez anos.

 

Em pronunciamentos recentes sobre a 13ª rodada, a diretora-geral da ANP, Magda Chambriard, disse que o número de empresas interessadas no leilão de outubro estava “dentro do esperado”, diante de um momento de pressão sobre as receitas e capacidade de investimento das petroleiras.

 

A quantidade de inscritos este ano, contudo, está distante das licitações promovidas pelo órgão regulador ao longo dos últimos anos. O número de empresas que manifestaram interesse na nova rodada é o segundo menor desde a 7ª rodada, em 2005.

 

Nesse intervalo, só o último leilão, a 12ª rodada, realizada em 2013, despertou menos interesse que o leilão deste ano. Na ocasião, 26 empresas foram habilitadas para participar da licitação, que tinha um perfil diferente do atual, com foco exclusivamente voltado para exploração em terra.

 

Em comparação com a 11ª rodada, em 2013, que marcou a volta dos leilões da ANP, após cinco anos sem concorrência, o interesse caiu. A licitação daquele ano teve um perfil mais próximo da licitação deste ano, ao mesclar áreas em terra e em mar, e bacias maduras com regiões ainda pouco exploradas, mas atraiu muito mais empresas que a 13ª rodada: foram, ao todo, 72 companhias habilitadas naquele leilão, alavancado pelo entusiasmo das empresas petroleiras com a volta das licitações.

 

O interesse despertado pelo leilão de outubro ficou abaixo também da 7ª rodada (44 habilitadas), 8ª rodada (43), 9ª rodada (74) e 10ª rodada (52), todas realizadas nos últimos dez anos. Apesar do interesse menor pela licitação deste ano, o Valor apurou que grandes petroleiras multinacionais se inscreveram na concorrência de outubro, entre elas ExxonMobil, Anadarko, BP e CNOOC.

 

Na comparação com todas as 12 rodadas de concessão já realizadas pela ANP após a abertura do mercado, em 1997, cinco despertaram interesse menor das petroleiras que a nova rodada, que ofertará 266 blocos em terra e mar.

 

(Fonte: Valor Econômico)

Aproveite todas as licitações públicas em um só lugar!