Mogi abre licitação do lixo

Em meio a seguidas reclamações da população por atraso na coleta de lixo e, principalmente, sujeira nas áreas verdes da Cidade, como praças e terrenos, a Prefeitura anunciou ontem (8) a abertura de concorrência pública para contratar empresa especializada na execução de serviços de limpeza pública, coleta e destinação de resíduos sólidos. Para esse próximo contrato, que terá validade de apenas um ano, estão previstos o aumento do volume de serviços de capinação e a criação de uma equipe para a limpeza de monumentos, entre outras alterações.

 

O valor estimado do novo contrato não foi divulgado, mas ele possivelmente será superior aos R$ 3,5 milhões/mês pagos atualmente pela Prefeitura, visto que o volume de serviços será ampliado.

 

Desde 2003, quando terceirizou a limpeza pública, o grupo JSL – do qual a CS Brasil faz parte – é responsável pelos serviços. O último contrato, no entanto, termina no dia 3 de agosto (ele foi assinado em 2010) e não pode ser renovado. Como a limpeza pública não pode deixar de ser feita, a Prefeitura abriu a licitação com o objetivo de ter a empresa definida antes do prazo limite. O edital foi publicado ontem com as regras da concorrência e a abertura do primeiro envelope, com a documentação das empresas interessadas, está marcado para 13 de fevereiro.

 

Ao contrário do contrato vigente, que teve validade de cinco anos, o novo terá validade de apenas um ano. Ele pode até ser renovado por mais cinco vezes, porém, a cada renovação os serviços poderão ser também alterados.

 

“Neste novo formato, se não estiver satisfeita com os serviços, a Prefeitura também poderá encerrar o contrato após um ano e abrir nova concorrência”, ressalta José Roberto Elias Rodrigues, diretor de Limpeza Pública da Prefeitura de Mogi das Cruzes. (Mara Flôres)

 

(Fonte: O Diario de Mogi)

Aproveite todas as licitações públicas em um só lugar!