Ministro autoriza projeto da construção HU

O ministro da Educação, José Henrique Paim, estará em Palmas nesta segunda-feira, 19, para dar a ordem de serviço para a elaboração do projeto do Hospital Universitário da Universidade Federal do Tocantins; a viabilização da construção do hospital está sendo possível graças às duas emendas de bancada destinadas pela deputada Professora Dorinha nos anos de 2013 e 2014, nos valores de R$ 23,5 milhões e R$ 16,7 milhões respectivamente, totalizando R$ 40,2 milhões. O valor estimado do hospital universitário é na casa de R$70 milhões

 

A ordem de serviço para a elaboração do projeto de construção do hospital da Universidade Federal do Tocantins (UFT) será assinada na próxima segunda, 19. O evento terá a presença do Ministro da Educação, José Henrique Paim, do governador Sandoval Cardoso, e da deputada Professora Dorinha (DEM).

 

A viabilização da construção do hospital universitário está sendo possível graças às duas emendas de bancada destinadas pela deputada Professora Dorinha nos anos de 2013 e 2014, nos valores de R$ 23,5 milhões e R$ 16,7 milhões respectivamente, totalizando R$ 40,2 milhões. O valor estimado do hospital universitário é na casa de R$70 milhões. O hospital será construído na área de 54.254 metros quadrados na quadra ACSUSO-20, na Avenida Teotônio Segurado, próximo à Faculdade Católica do Tocantins. O terreno foi doado pelo governo do Estado em lei aprovada em setembro do ano passado.

 

Após a realização do projeto, o próximo passo é a licitação da construção do Hospital Universitário, que deverá ser feita pelo modelo Regime Diferenciado de Contratação (RDC), que dará mais agilidade aos procedimentos.

Para a deputada Dorinha, nos próximos anos a área da Saúde no Tocantins deverá apresentar um desenvolvimento significativo, por conta do Hospital Universitário, também das obras de ampliação do Hospital Geral de Palmas (HGP) e da construção dos hospitais gerais de Araguaína e Gurupi.  “Além do curso de Medicina da UFT precisar, o hospital universitário vai se dedicar a pesquisa, a cirurgias inovadoras. A parte da saúde especializada vai dar um salto no Tocantins”, afirmou a deputada. Quando pronto, o hospital deverá realizar procedimentos de média e alta complexidade.

 

O reitor da UFT, Márcio da Silveira, disse que os recursos federais investidos contribuirão para a consolidação da universidade de um modo geral. “Esse recurso, além da construção do hospital, será para outras ações da universidade, como a criação de novos cursos até mesmo em outros campi e outras atividades que são muito importantes para os estudantes e para a instituição”, afirmou.

 

O hospital universitário tem o objetivo de proporcionar condições adequadas para o pleno funcionamento dos cursos na área de saúde, atendendo os estudantes de Enfermagem, Medicina, Nutrição, até mesmo Administração e outras afins, capacitando-os e com vias de atendimento à comunidade local.

 

(Fonte: Brasil 247)

Aproveite todas as licitações públicas em um só lugar!