Ministério das Cidades autoriza R$ 340 milhões para obras no RN

O Ministério das Cidades liberou recursos na ordem de R$ 340 milhões para investimento em projetos, principalmente, no sistema de esgotamento sanitário nas cidades da Natal, Parnamirim e Mossoró. O ministro, Gilberto Magalhães Occhi, esteve em Natal para solenidade de assinatura dos contratos. O evento ocorreu ontem pela manhã, na superintendência regional da Caixa Econômica Federal, órgão agenciador dos recursos.

 

Estiveram presentes para assinatura também, o ministro da Previdência Social, Garibaldi Filho, da governadora Rosalba Ciarlini, do superintendente da Caixa Econômica, Roberto Sérgio Linhares, os prefeitos de Natal, Carlos Eduardo Alves, Parnamirim, Maurício Marques, e Mossoró, Francisco José Junior.

 

De acordo com o ministro das Cidades, os investimentos já liberados para o Rio Grande do Norte, nestes últimos quatro anos, na ordem de R$ 9 bilhões. “Nossa intenção no Estado, desde o princípio, é de investir em três eixos. Moradia, com o Programa Minha Casa Minha Vida, Mobilidade Urbana e o foco principal em Saneamento Básico. Vamos continuar a apoiar estados e municípios com bons projetos”, frisou.

 

Segundo o prefeito de Natal, Carlos Eduardo, que discursou em nome dos chefes municipais presentes, desde o início de sua gestão na capital potiguar, em 2013, já pôde registrar investimentos, por parte do governo federal, via Ministério das Cidades, em mais de R$ 1 bilhão. Quanto aos novos recursos liberados, ele garante o cumprimento das obras no prazo estabelecido. “Pode ficar certo que nós vamos investir todos os esforços para que até dezembro de 2015 estes 135 milhões tenham sido aplicados”, garantiu.

 

De acordo com Tomaz Neto, secretario Municipal de Obras Públicas e Infraestrutura (Semopi), o contrato assinado com a Prefeitura do Natal prevê a reestruturação dos bairros de Lagoa Azul e Nossa Senhora da Apresentação, beneficiando um total de 346 ruas. Será feito o trabalho de drenagem, pavimentação das ruas, além da construção de equipamentos sociais. As obras de drenagem contemplam nove lagoas. Destas, seis estão em áreas particulares e deverão receber indenização. “Estamos analisando o pagamento das indenizações. Resolvido isto, daremos prosseguimento às licitações”, explanou. “A obra do saneamento integrado, em geral, é de 18 meses, mas queremos fazer em 12 meses”, complementou.

 

A governadora Rosalba Ciarllini explicou ainda que os R$ 4,6 milhões aprovados hoje, servirão para elaborar o projeto executivo da adutora de Maxaranguape. A construção da adutora já está com recurso assegurado, também do governo federal, na ordem de R$ 183 milhões. “Natal, será a única capital do Brasil que receberá a universalização do saneamento básico”, ressaltou ainda.

 

Números
Volume de investimentos federais no RN

R$ 340 milhões é o total de recursos pelo Ministério das Cidades para Natal, Parnamirim e Mossoró

538 mil é a estimativa de habitantes beneficiados com as obras

R$ 9 bilhões é o total de investimento do Ministério das Cidades no RN desde 2010

Moradia – R$ 4.600 bilhões
Mobilidade Urbana – R$ 1.900 bilhão
Saneamento básico – R$ 2.3 bilhões
Obras de contenção – R$ 8,6 milhões

(Fonte: Tribuna do Norte)

Aproveite todas as licitações públicas em um só lugar!