Marinha aprova obras que visam aumentar uso de hidrovia no Pará

 


A Marinha deu sinal verde para um projeto que tem o objetivo de estimular a navegação pelo rio Tocantins.Um conjunto de pedras prejudica a passagem em um trecho de 43 km, entre as cidades de Tucuruí e Marabá (PA). Com isso, as eclusas de Tucuruí ficam subutilizadas.

Concluídas em 2010, após três décadas de obras, as eclusas custaram cerca de R$ 1,5 bilhão. Em dois anos, porém, foram feitas 55 transposições, segundo a Eletronorte, responsável pela operação.

O parecer da Marinha foi entregue na semana passada ao Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), que abrirá licitação para explodir as pedras. O projeto mais viável custa R$ 500 milhões, estima a Ahimor (administração das hidrovias da região, vinculada ao Ministério dos Transportes).

“A hidrovia tem potencial para escoar produtos de siderurgia, soja e gado até o porto de Vila do Conde, no norte do Estado, e fazer o caminho inverso, em direção ao sul do país”, diz o superintendente do órgão, Michel Dib Tachy.

(Fonte: Folha SP)

Aproveite todas as licitações públicas em um só lugar!