Licitação deve ser aberta para a compra de materiais e realização de obras

12 de Janeiro de 2017

A Prefeitura de Catanduva afirmou por meio de nota que uma licitação deverá ser aberta para a compra de materiais e realização de reparos no asfalto do Jardim Imperial. O prazo não foi divulgado. A administração foi questionada depois de que a reportagem de O Regional recebeu reclamações sobre buraco formado no asfalto, que impede moradores de entrarem com veículos na garagem do imóvel. Por meio de nota, a Prefeitura fala em paciência e culpa a antiga administração por não ter deixado licitações em andamento. “A Prefeitura de Catanduva tem ciência das dificuldades enfrentadas pelos moradores e pede paciência nesse início de governo. Infelizmente, a administração anterior não deixou licitações em andamento para compra de materiais necessários para execução desse tipo de serviço”, informa o comunicado oficial.

O tormento da família que mora em uma residência na rua Cataguases teve início há alguns meses. O buraco se formou e o carro do casal tem de ficar na garagem de um parente, para evitar prejuízos ainda maiores com peças por conta do buraco. A passagem, de acordo com eles seria praticamente impossível. A situação teria tido início com a alteração de uma linha de ônibus em Catanduva.

Segundo os relatos de Jaqueline Lima Silva, balconista de 29 anos, que mora com o marido na casa que enfrenta esse transtorno, o buraco se formou com a passagem do coletivo. Moradores teriam feito um abaixo-assinado para passar naquela rua, mas o asfalto, de acordo com Jaqueline seria fraco. “Reclamei no terminal, meu marido reclamou formalmente também na prefeitura. Até meu irmão conversou para tomar providência, mas não mudaram”, disse em entrevista.

Ainda de acordo com os relatos da moradora, no local em que o buraco se formou, dos lados, uma crosta de asfalto foi formada e alcaçaria 40 centímetros. “Não conseguimos nem sair com o carro nem entrar. Deixamos na casa do meu irmão. Não tem como desviar, vai afundando cada vez mais”, afirmou.

Até mesmo um ônibus precisou ser guinchado para sair do trecho. “O problema é que o asfalto na nossa rua deve ser fraco, porque quando o ponto era em outra rua, que era subida, não formava esses buracos e essas crostas em volta não. Precisam tomar uma providência e resolverem essa situação”, finalizou.

 

Fonte: O Regional

Aproveite todas as licitações públicas em um só lugar!