Licitação define empresa responsável por obras no Estádio Municipal

Trabalhos incluem melhorias nos vestiários, cabines de transmissão, tribunas e lanchonete. Concorrência no dia 26 tem teto orçamentário de mais de R$ 1 milhão

 

A Prefeitura de Juiz de Fora vai realizar licitação no dia 26 de março para contratar empresa que será responsável por melhorias em setores do Estádio Municipal Radialista Mário Helênio. De acordo com o edital publicado pela Comissão Permanente de Licitação (CPL), a vencedora fará a reforma e adequação dos vestiários, cabines de transmissão, tribunas de honra e lanchonete. A concorrência será por tomada de preços e o critério será o menor preço oferecido para contratação, que tem valor máximo previsto de R$ 1.164.793,89.

 

– Uma única empresa será selecionada, de acordo com as regras definidas na licitação. Na proposta, a empresa interessada precisa enviar o preço discriminado de cada item, pré-definido no edital, que será utilizado para a realização da obra para serem analisados – explicou o secretário de Esporte e Lazer, Carlos Bonifácio em entrevista por e-mail ao GloboEsporte.com.

Durante visita a Juiz de Fora, o ministro do Esporte, George Hilton, destacou que não haverá verbas do governo para o estádio. No entanto, ele lembrou opções de captação de recursos em parcerias com empresas privadas.

 

– Hoje o grande instrumento que a gente tem é a Lei de Incentivo ao Esporte, que busca na parceria com a iniciativa privada essa política de manutenção. O objetivo nosso é movimentar os empresários da região e convencê-los da necessidade de apoiar todos os equipamentos e espaços públicos – explicou.

 

A reforma do estádio foi anunciada em 2013 pelo prefeito Bruno Siqueira, com trabalhos divididos em duas etapas. A primeira, que incluiu o gramado, foi confirmada em abril de 2014 para ser realizada durante a Copa do Mundo.

 

– A primeira etapa das obras começou em junho, considerando a licitação, e foi concluída no final de agosto, após essa data foi feita a manutenção do gramado para que chegasse nas condições ideias para os jogos – explicou Carlos Bonifácio.

No retorno ao local, os jogadores do Tupi passaram por uma fase de estranhamento e adaptação ao novo gramado. Agora, na segunda fase, os trabalhos serão realizados em outras estruturas do estádio, como detalhou o secretário.

 

– Essa segunda etapa conta com obras no vestiário, nas cabines de rádio, TV e sala de imprensa, nos bancos de reservas e estrutura para PM. O vestiário vai ser revitalizado com a troca de todo o piso, instalação de banheiras de hidromassagens, troca de chuveiros e sanitários. Serão construídas 12 novas cabines de imprensa e reforma geral do prédio, pintura, troca de piso, bancada, os vidros das cabines de imprensa serão substituídos por vidros temperados, os bancos dos jogadores serão trocados, entre outras mudanças pré-definidas no edital. Esperamos que as obras da segunda etapa de reforma do estádio sejam tão satisfatórias quanto a reforma do gramado, que hoje se encontra em excelente estado – afirmou.

 

As empresas interessadas devem entregar a documentação que comprova que estão habilitadas a prestar o serviço e a proposta de orçamento da empresa. A concorrência está agendada às 15h de quinta-feira, na sala de reuniões da CPL, na Avenida Brasil, nº 2.001, 6º andar, no Centro. O edital completo está disponível na comissão e no site da Prefeitura. Empresas interessadas podem agendar visitas técnicas até três dias antes da licitação. Segundo o edital, o contrato terá vigência de nove meses para a execução e conclusão das obras, prorrogável por mais seis meses.

 

(Fonte: Globo Esporte)

Aproveite todas as licitações públicas em um só lugar!