Licitação de trecho entre Jaguaraçu e Valadares sai em 2014, diz Dnit

O anteprojeto para a duplicação do trecho da BR-381 entre Jaguaraçu, no Vale do Aço, e Governador Valadares, Vale do Rio Doce – que antes seria apenas melhorado – já está sendo elaborado pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). A promessa é que ainda neste ano saia a licitação da obra, garantindo a construção de duas pistas em aproximadamente 90 quilômetros localizados, praticamente, em áreas rurais.

 

A ampliação do trecho duplicado foi prometida pela presidente Dilma Rousseff em visita ao Vale do Aço. Como o trecho em questão faz parte dos lotes 1 e 2, já licitados, a dúvida inicial era se o modelo adotado seria mediante aditivo ou nova concorrência, porém, em nota, o Dnit garante que haverá um certame.

 

Segundo o departamento, antes de ser efetivada a licitação para esse trecho, o governo irá lançar o edital do lote 8B, que prevê intervenções entre o km 458, 4 – próximo ao Anel Rodoviário, em Belo Horizonte – e o km 445, na divisa de Sabará e Santa Luzia, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). Ou seja, 13,4 quilômetros.

 

A última promessa da presidente foi de que o edital sairia na última segunda-feira. Porém, segundo o departamento, o documento está em revisão, em decorrência da necessidade de retirada e reassentamento de famílias. São cerca de 1.400 famílias que moram ilegalmente às margens da rodovia. Mas, segundo o cronograma governamental, ele será lançado ainda neste mês.

 

O novo edital contemplará uma obrigação de as empresas realizarem essa negociação junto às famílias, o que antes seria feito pelo próprio governo. No ano passado, esse lote havia sido suspenso porque estava definido que as prefeituras ficariam responsáveis por essa questão.

 

Obra

O departamento garante que a obra será executada dentro dos prazos previstos, uma vez que o governo a considera como prioritária. O projeto completo engloba 303 quilômetros de extensão de Belo Horizonte a Governador Valadares. São 11 lotes de obras que incluem a construção de novas pistas e restauração da atual, construção de cinco túneis, 100 obras de arte especiais, sendo 35 pontes e 66 viadutos, 31 passarelas e 150 paradas de ônibus, dentre outras intervenções.

 

Dos 11 lotes, sete foram licitados. Agora, as empresas trabalham na conclusão dos projetos executivos, uma vez que a licitação foi integrada para projeto executivo e obras. Outros três lotes tiveram seus editais lançados na semana passada. (Diário do Comércio)

 

(Fonte: De fato)

Aproveite todas as licitações públicas em um só lugar!