Licitação de antenas para o sistema Portolog é reaberta

A menos de duas semanas para o início do escoamento da safra agrícola pelo Porto de Santos, previsto para ocorrer no próximo dia 15, a Companhia Docas do Estado de São Paulo(Codesp) reabriu a licitação para a compra das antenas de radiofrequência que serão utilizadas no sistema de Cadeia Logística Portuária Inteligente (Portolog), que prevê o acompanhamento das cargas das zonas produtoras até os terminais marítimos. As propostas das concorrentes serão abertas no dia 12 de março.

 

Esta será a terceira vez que a Codesp publicará este edital. Na primeira, em julho passado, o processo licitatório precisou ser suspenso. Dúvidas em relação às exigências e à tecnologia a ser adotada foram o motivo da revogação.  Em dezembro, a estatal apresentou novamente o edital. Mas ele teve de ser cancelado por conta de uma questão administrativa, relacionada a sua publicação no site de compras do Governo Federal.

 

A concorrência selecionará a empresa que fornecerá e fixará as antenas de radiofrequência que vão transmitir informações de leitores do tipo OCR, que fazem o reconhecimento ótico das placas dos veículos. A firma vencedora também terá de elaborar o projeto de funcionamento e desenvolver, por 36 meses, as câmeras e os softwares necessários. Esta é uma das condicionantes para a implantação completa do Portolog.

 

Segundo a Codesp, a previsão é ter o sistema implantado em sua totalidade apenas em julho. O programa vai monitorar os veículos desde as estradas, com a instalação das antenas e de sensores nas rodovias que dão acesso ao complexo marítimo e ainda de etiquetas eletrônicas(tags) nos veículos.

 

Para a Codesp, o fato de as antenas ainda não terem sido adquiridas não compromete a implantação do sistema. Enquanto a instalação desses aparelhos não acontece, as informações dos veículos são inseridas manualmente (com a digitação das placas) ou através dos leitores OCR dos terminais.

 

Todos as instalações da região tiveram de adquirir equipamentos como câmeras e leitores de caracteres. A padronização da tecnologia e a comunicação com o sistema já foram definidos pela Docas.

 

(Fonte: Tribuna Online)

Aproveite todas as licitações públicas em um só lugar!