Inutilização de poços do Daerp custará quase R$ 1 milhão

Sem produção há muitos anos, poços serão fechados definitivamente em obediência a normas da ABNT e instrução técnica do DAEE

 

O Departamento de Água e Esgotos de Ribeirão Preto (Daerp) abriu licitação para o “tamponamento” definitivo de 77 poços tubulares que deixaram de produzir nos últimos anos. A disputa, por tomada de preços, pode custar até R$ 995 mil, de acordo com cálculo de preços feitos pela autarquia municipal.

 

De acordo com o edital, os poços foram inutilizados por perfuração muito antiga, rompimento de revestimento etc., que levaram à redução da vazão de água. O termo de referência aponta ainda que tais poços não têm mais qualquer utilidade e que foram substituídos.

 

Segundo o Daerp, o tamponamento dos poços atende a parte de Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) assinado com o Ministério Público. Também obedece a duas norma da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e a uma instrução técina do Departamento de Água e Energia Elétrica (Daee) do estado de São Paulo.

 

Os poços deixaram de ser utilizados ao longo dos últimos 20 anos e, por isso, foram já substituídos. Hoje há 105 poços em funcionamento e 68 reservatórios.

 

O Daerp assegura que não há riscos de desabastecimento, porque há um Plano de Ação de Investimento com perfuração de poços e construção de reservatórios em bairros como Manoel Penna, Costa e Silva, Quintino Facci. “Não temos mais problemas crônicos de falta de água e sim falta de água pontual”, assegura o Daerp, em nota.

 

Rio Pardo

Em função de riscos de redução da água do aquífero Guarani, o Daerp elaborou um estudo técnico, denominado Carta Consulta, de captação de águas superficiais, do rio Pardo. O projeto para captação, no entanto, tem custo inicial elevado, de aproximadamente R$ 600 milhões, em função da construção de estações elevatórias.

 

Os estudos, realizados desde 2014 tem também o objetivo de buscar recursos para o projeto, para que a cidade deixe de fazer a captação exclusiva de águas subterrâneas.

 

(Fonte: Revide)

Aproveite todas as licitações públicas em um só lugar!