Iniciada concorrência pública para aquisição de ar condicionado

Envelopes ainda não foram abertos; equipamentos são para a nova sede da Assembleia.

 

Dez empresas participam da concorrência pública promovida pela Assembleia Legislativa para o fornecimento do sistema de ar-condicionado para a nova sede da Casa de Leis. As propostas foram recebidas na manhã desta quarta-feira (16), no Plenarinho, pela Comissão Permanente de Licitação (CPL). A sessão inaugural foi suspensa e agora a comissão está encarregada da verificação da habilitação técnica das empresas.

 

O superintendente de Compras e Licitação da Assembleia Legislativa, Mílton Neves, solicitou ao Departamento de Comunicação (Decom) que gravasse a sessão inaugural, para disponibilizar o material no portal da Casa de Leis. “Tudo está sendo feito com a maior transparência possível”, afirmou.

 

A média de preço é de R$ 12.746.977,09, para contratação de empresa especializada em serviços de engenharia para fornecimento e instalação dos sistemas de ar-condicionado com fluxo de refrigerante variável, renovação do ar exterior, exaustão mecânica dos banheiros, compensação de ar na cozinha, extração de gases por coifa, recuperação de energia com rodas entalpicas nas áreas do Plenário e auditório e controle de fumaça por pressurização das escadas do edifício da nova sede da Assembleia Legislativa.

 

Representantes de nove empresas participaram da sessão inaugural. Eles também assinaram os envelopes lacrados das dez empresas, onde estão as propostas. Mílton Neves explicou que nenhum envelope foi aberto, porque isso só acontecerá após a verificação da habilitação técnica.

 

“Vamos abrir somente os envelopes com as propostas das empresas que forem habilitadas nessa fase preliminar”, explicou Mílton Neves. Ele adiantou que as empresas serão comunicadas sobre a data de abertura dos envelopes, mas a presença de representantes dos participantes é facultativa.

 

“Mesmo assim, as empresas costumam enviar representantes para acompanhar a abertura dos envelopes. De nossa parte, esperamos que o máximo possível de representantes dessas empresas esteja presente”, adiantou Mílton Neves. Ele detalhou que o Ministério Público foi informado dos procedimentos da CPL.

 

Participam da concorrência pública as empresas Jam Engenharia S.A, Proclima Engenharia Ltda, Termsul Engenharia e Serviços Ltda, VR Climatização e Comércio de Ar Condicionado Ltda EPP, Sulamérica Engenharia Ltda, Termoar Climatização Ltda-EPP, Connector Engenharia Ltda, Good Serv de Climatização Ltda, Fam da Amazônia Indústria e Comércio de Ar Condicionado Ltda e Construtora Damiani Ltda. Apenas esta última não enviou representante para a sessão inaugural.

 

(Fonte: Tudo Rondonia)

Aproveite todas as licitações públicas em um só lugar!