Infraero realiza obras de ampliação em Aeroporto de Vitória

A Infraero publicou o edital para contratação das obras de construção do novo terminal de passageiros, novo sistema de pistas, pátio de aeronaves, e demais instalações do Aeroporto de Vitória/Eurico de Aguiar Salles. O processo de contratação será pelo Regime Diferenciado de Contratações (RDC), na forma eletrônica. A abertura está agendada para às 9 horas do dia 08/10. Para conferir o edital completo.

 

O novo terminal de passageiros do Aeroporto de Vitória terá 28 mil m² e está projetado para ampliar a capacidade total de atendimento de passageiros, que passará dos atuais 4,2 milhões de passageiros por ano para 9,8 milhões passageiros por ano. Serão cinco pontes de embarque, 31 balcões de check-in e nova área de estacionamento de veículos, passando das atuais 592 vagas para 2.054.

A nova pista, por sua vez, terá 2.058 metros de extensão por 45 metros de largura e será construída em direção ao mar, contribuindo em termos ambientais, com a redução dos níveis de ruídos aeronáuticos e vibrações sobre o entorno urbano do aeroporto. O prazo de execução das obras é de dois anos e meio (914 dias) a partir da emissão da ordem de serviço.

Outros investimentos – A Infraero investiu entre 2011 e 2014 aproximadamente R$ 45 milhões em projetos e obras de modernização no Aeroporto de Vitória. Foram concluídas as instalações de dois módulos operacionais (embarque e desembarque), a reforma do terminal de passageiros existente que permitiram a ampliação da capacidade de processamento de passageiros e a melhoria do conforto aos usuários. Também foram construídas a nova torre de controle, uma das mais modernas do país, com 35m de altura e instalações amplas, que permite maior qualidade na prestação dos serviços de apoio a navegação aérea, e a nova seção contra incêndio (SCI), que ampliou a segurança das operações aéreas em solo.

 

Outras melhorias realizadas em Vitória foram a instalação do ILS (Instrument Landing System) categoria I, equipamento que permite maior precisão no procedimento de pouso por instrumento das aeronaves em condição de mau tempo e baixa visibilidade e a instalação do Sistema Repetidor Radar (Taris) na torre de controle, ampliando a segurança nas operações de tráfego aéreo.

(Fonte: Mercado e Eventos)

Aproveite todas as licitações públicas em um só lugar!