HC: Governo publica edital de licitação para terraplanagem

 


O Governo de Sergipe publicou, nesta terça-feira, o edital de licitação para as obras de terraplanagem do Hospital do Câncer. A licitação está marcada para o dia 6 de novembro. Com a publicação, o Governo do Estado cumpre, mais uma vez, o compromisso com os pacientes oncológicos. A obra deve começar ainda este ano.

A construção do Hospital do Câncer irá possibilitar uma melhoria significativa para os pacientes oncológicos do SUS em Sergipe. Nesta quarta, 2, a ministra da Casa Civil, Gleisi Hofmann, assegurou ao governador em exercício, Jackson Barreto, que o Governo Federal vai buscar alternativa para a liberação, ainda este ano, da emenda de bancada que garante recursos para a construção do Hospital do Câncer. Os novos recursos (R$ 33 milhões) complementarão os R$ 80 milhões que serão empregados nas obras do novo hospital, que prevê uma área total de 21.651,74 m², distribuídos em cinco pavimentos. O projeto contempla setores específicos com 30 leitos para internação infantil e 120 leitos para internação de adultos, além de 10 leitos de UTI para os adultos e 10 para crianças.

O valor que contamos hoje não contempla a construção total. Temos R$47milhões para iniciar a construção, sendo R$15 milhões do Proinveste e R$32 milhões de convênio com Ministério da Saúde, nestes já contemplado o valor indicativo da Emenda de Bancada. É bom esclarecer que este é um projeto grandioso, a área é enorme, e só a fase de terraplanagem deve custar cerca de R$13 milhões, explica a secretária de Estado da Saúde, Joelia Silva Santos.

Segundo o diretor Evandro Galdino, a aquisição dos equipamentos é outra prioridade para o funcionamento da unidade. O trabalho é feito de forma paralela para que esse material seja entregue junto com a conclusão da obra. Para isso, cadastramos junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) o projeto no valor de R$30 milhões, vinculado ao Proredes e que já foi encaminhado à Assembleia Legislativa para análise, esclarece o diretor.

A elaboração do projeto do Hospital do Câncer foi pensada de forma a melhorar e garantir o acesso aos pacientes de forma ampliada. A unidade irá contar com 43 leitos de quimioterapia para adultos e 24 leitos de quimioterapia infantil, além de 6 salas de cirurgia. Também está prevista a construção de um laboratório de análises, ambulatório, cozinha, lavanderia, farmácia, auditório, setor de fisioterapia e uma Central de Material e Esterilização (CME).

O projeto prevê a instalação de 2 aceleradores lineares, um aparelho de braquiterapia, 2 tomógrafos, 2 raios-x, um eletrocardiograma, 2 ultrassons, um mamógrafo, um aparelho de cintilografia, um de ressonância magnética, pet scan, entre outros.

Oncologia do Huse

Mesmo em andamento com os projetos para a construção do Hospital do Câncer, o Governo de Sergipe tem se dedicado na evolução do Centro de Oncologia do Hospital de Urgências de Sergipe (Huse). O setor tem avançado cada vez mais para fortalecer a assistência aos pacientes oncológicos, seja na realização de consultas médicas, nas sessões de radioterapia, nos procedimentos cirúrgicos, fluxo de exames, farmácia, entre outros serviços. Nos últimos meses, mudanças significativas nos processos de trabalho têm contribuído cada vez mais na organização e na fluidez das atividades.

A Oncologia do Huse conta com 54 leitos e realiza, em média, aproximadamente 400 consultas por mês. Todos os pacientes que chegam para fazer algum tipo de procedimento são previamente agendados. Assim, eles não precisam ficar por horas aguardando e a coordenação tem como identificar a produção dos profissionais e do serviço. As principais mudanças ocorridas na área assistencial dizem respeito à organização dos serviços e os resultados vêm superando as expectativas, disse Magaly Correa Ribeiro Galli, coordenadora assistencial da Oncologia.

Mensalmente, são realizadas mais de 800 sessões de quimioterapia em pacientes adultos e quase 150 sessões em pacientes infantis. Já no serviço de radioterapia, são realizadas diariamente uma média de 115 sessões.

Para modernizar ainda mais o serviço, a Oncologia foi contemplada recentemente com o  sistema 3D instalado no Acelerador Linear que já entrou em funcionamento e veio para aperfeiçoar o tratamento e a assistência dos pacientes, realizando com precisão, o cálculo da dose de radiação à qual o paciente será submetido.

Na última segunda-feira, 31, o governador em exercício Jackson Barreto, acompanhado da secretária de Estado da Saúde, Joélia Silva Santos, esteve no Centro de Oncologia para conhecer o sistema.

“Essa é uma conquista dos pacientes oncológicos e também do Governo do Estado que cumpre mais uma etapa no avanço do tratamento da Oncologia. A instalação de um novo equipamento vai melhorar o tratamento. Quero deixar claro para a população que existe uma preocupação do Governo do Estado, da Secretaria de Estado da Saúde e da Fundação Hospitalar da Saúde em melhorar cada vez mais o tratamento das pessoas com câncer, afirma Jackson Barreto.

A médica radiologista Waldhenice Ferreira apresentou o funcionamento. Agora, com o tratamento tridimensional, vamos elevar a qualidade do tratamento e haverá uma tendência na diminuição de pacientes por dia. O tratamento poupa tecidos vizinhos próximos ao tumor e concentra a dose maior de radiação, além de reduzir os efeitos colaterais. Os casos que serão contemplados pelo planejamento tridimensional são as neoplasias de próstata, de sistema nervoso central, de esôfago, de pulmão, destaca Waldhenice Ferreira.

Para a secretária de Estado da Saúde, Joélia Silva Santos, o sistema 3D, instalado no Acelerador Linear, é uma conquista dos pacientes oncológicos e também do Governo do Estado que cumpre mais uma etapa no avanço do tratamento da Oncologia. Esse Sistema 3D vem para dar mais rapidez e precisão no diagnóstico.

Mais investimentos

A pedido do governador em exercício, Jackson Barreto, a secretária Joélia Silva Santos esteve recentemente no Hospital Cirurgia para discutir sobre o funcionamento do novo aparelho de radioterapia que será instalado na unidade. Em Sergipe, existem duas máquinas de radioterapia para atender a demanda dos pacientes oncológicos locais e os que são de outros Estados: uma que está no Huse e a outra, no Hospital de Cirurgia.

Mais dois aparelhos chegarão a Sergipe. Serão quatro equipamentos no total. Um está previsto para chegar, próximo ano, para o Huse, e o outro vai para o Hospital de Cirurgia, estando em fase de licitação. Para agilizar o funcionamento desse novo equipamento no Hospital Cirurgia, foi autorizado pelo Governo do Estado um convênio para conclusão da obra em torno de R$ 2 milhões,  reforça a gestora Estadual.

Já em relação ao equipamento que chegará no Huse, ele faz parte do Programa de Expansão da Radioterapia do Ministério da Saúde. Sergipe foi um dos Estados contemplados com 1 dos 80 equipamentos que serão distribuídos em todo o país. Para isso, a Secretaria de Estado da Saúde já fez a tarefa de casa: enviou os projetos e disponibilizou a área para o equipamento. Quanto à licitação, compra, contratação de empresa para realização da obra, estas são etapas a serem realizadas pelo Ministério da Saúde, complementa.

(Fonte: FaXaJu – Ascom SES)

Aproveite todas as licitações públicas em um só lugar!