Governo economiza quase R$ 9 milhões com licitação em obras para a Saúde

 


Exatamente R$ 8.721.024,16 já foram economizados pelo governo do Estado através de licitações em obras para a Saúde. Se a expectativa era gastar um total de R$ 312.474.152,86 com a construção de dois hospitais, quatro Ambulatórios Médicos de Especialidades e reforma e ampliação de uma unidade hospitalar, o valor caiu para R$ 303.753.128,70.

“Esse valor daria para construir mais um Ambulatório Médico de Especialidade, por exemplo. Com as licitações, o governo do Estado atende aos dois principais objetivos: fazer a contratação e beneficiar a população”, destacou Rodolfo Alves dos Santos, presidente da Comissão Permanente de Licitação da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau).

As obras estão sendo licitadas através do Regime Diferenciado de Contratações – RDC, recente modalidade de licitação instituída pelo governo federal que visa economia, agilidade na execução e conclusão de obras com menos riscos em relação à qualidade e aos custos, e ampliação da eficiência nas contratações públicas.

“Nesse modelo, a empresa é contratada pelo menor preço, o que sem dúvida traz economia para o Estado. Além disso, há o ganho de tempo. O modo RDC é muito mais ágil do que o convencional, enquanto o primeiro leva entre 60 e 90 dias para concluir o processo, o último poderia levar até seis meses”, explica o presidente.

Investimentos

Ao todo, o governo do Estado vai investir na construção de oito Ambulatórios Médicos de Especialidades (AMEs) no Tocantins, sendo que quatro (Augustinópolis, Dianópolis, Guaraí, e Palmas) já estão com processos homologados. Depois de aparelhados, os ambulatórios estarão preparados para o atendimento de média complexidade, desafogando a rede hospitalar e beneficiando os 139 municípios do estado. Os municípios que serão sede dos AMEs são: Araguaína, Augustinópolis, Dianópolis, Guaraí, Palmas, Paraíso, Porto Nacional e Gurupi.

No início do mês, o município de Araguaína assinou o projeto de lei que oficializa a doação de área para a construção do AME e vai beneficiar a população de outros 16 municípios. Ainda resta estabelecer as áreas onde serão construídos os ambulatórios nas cidades de Porto Nacional e Gurupi. No caso do AME de Paraíso, o processo já está em fase de licitação, bem como a reforma e ampliação do hospital da cidade e também do município de Miracema.

De acordo com a secretária da Saúde, Vanda Paiva, o governo tem investido muito na área de saúde. “Estamos investindo cerca de R$ 500 milhões em infraestrutura na área de saúde. Além da construção do HRA, estamos construindo o Hospital Regional de Gurupi, reformando e ampliando o Hospital Geral de Palmas e, ainda este ano, vamos lançar edital para os hospitais de Dianópolis, Alvorada e Guaraí”, informou a secretária.

Economia real

As obras de construção do Hospital Geral de Gurupi e Hospital Geral de Araguaína já estão em andamento e foram orçadas em R$ 29.566.558,09 e R$ 167.607.948,75, respectivamente. Com a licitação, as obras ficaram em R$ 29.513.128,71 e R$ 160.890.000,00, o que representa uma economia real de R$ 6.771.378,13.

Para a construção de quatro Ambulatórios Médicos de Especialidades em Augustinópolis, Dianópolis, Guaraí e Palmas, foi estimado o valor de R$ 7.484.624,96 para cada unidade. Com a licitação feita pelo governo do Estado, o custo caiu para R$ 7 milhões em Augustinópolis, R$ 7.400.00,00 em Dianópolis, R$ 6.999.999,99 em Guaraí, e R$ 7.350.000,00 em Palmas. Os processos já estão homologados, restando apenas a contratação da empresa.

Na reforma e ampliação do Hospital Geral de Palmas, orçado em R$ 85.361.146,18 foram economizados R$ 76.114.618, já que com a licitação a obra ficou em R$ 84.600.000,00. Já o Hospital Geral Augustinópolis será reformado e ampliado por R$ 18.968.342,10.

(Fonte: Surgiu)

Aproveite todas as licitações públicas em um só lugar!