Fraude em licitação e contratos de transporte público em MS desviou R$ 1 milhão, aponta Gaeco

11 de Abril de 2018

As investigações do Ministério Público de Mato Grosso do Sul (MP-MS) apontaram que a fraude em licitações e contratos na prestação de serviço público de transporte com a prefeitura de Bela Vista teria rendido aos envolvidos cerca de R$ 1 milhão. Essa foi uma das descobertas resultou na Operação Linha Marcada, deflagrada nesta quarta-feira (11).

Segundo o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), foram cumpridos 19 mandados de busca e apreensão e oito mandados de prisão temporária com apoio dos policiais do Departamento de Operações de Fronteira (DOF).

Entre os presos estão servidores públicos, secretários da prefeitura de Bela Vista e também empresários do município de Caracol. O grupo é investigado por integrar associação criminosa atuante no esquema de fraude em licitações e contratos na prestação de serviços de transporte público.

O G1 entrou em contato com a assessoria de imprensa da prefeitura, mas não obteve retorno até a publicação desta reportagem.

Conforme o MP, as buscas foram realizadas em 19 locais do dois municípios , incluindo as residências dos investigados, a prefeitura de Bela Vista e as Secretarias Municipais de Educação e Saúde.

Fonte: G1

Aproveite todas as licitações públicas em um só lugar!