Edital para trens do Corcovado cobrará responsabilidade ambiental

Rio de Janeiro – Um novo edital de licitação para a concessão dos trens do Corcovado está em fase de elaboração e vai incluir maior responsabilidade ambiental, adiantou ontem (6) o chefe do Parque Nacional da Tijuca, Ernesto Viveiro de Castro. O documento está em discussão e entrará em consulta pública neste ano.

“Espero que o edital saia neste ano”, torce Ernesto, que explica: “Realizamos uma série de reuniões com diferentes setores, empresários, moradores. O edital vai incluir a reforma completa das estações e a troca dos trens, além de cuidados ambientais”.

De acordo com Viveiro de Castro, a concessionária que assumir os trens terá que, por exemplo, fazer o monitoramento da fauna, controlar espécies invasoras, como jaqueiras, e cuidar da poluição sonora gerada na linha férrea.

Os trens do Corcovado são operados pela concessionária Esfeco desde 1979. No ano passado, a responsabilidade pela fiscalização do contrato passou da Secretaria de Patrimônio da União para o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, que administra o Parque Nacional da Tijuca. Agora, cabe ao órgão publicar o edital que definirá a concessão pelos próximos 20 anos.

Evitar incidentes como a pane que deixou turistas presos em uma composição neste fim de semana será uma das preocupações do edital. “É preciso qualificar mais a visitação, com mais informações, e garantir a melhora nas condições para os visitantes.”

Ontem, às 18h, o secretário municipal de Turismo, Antonio Pedro Figueira de Mello, o chefe do Parque da Tijuca, Ernesto Viveiros de Castro, e o presidente do Instituto Chico Mendes, Roberto Vizentim, se reunirão para discutir medidas operacionais para o parque.

Por: Vinícius Lisboa
(Fonte: 
Agência Brasil)
Edição: Beto Coura

Aproveite todas as licitações públicas em um só lugar!