Edital para contratação de empresa de transporte coletivo é aberto, em RO

Licitação deve acontecer no dia 17 de janeiro de 2014, em Porto Velho. Empresa terá concessão por 15 anos e deverá dispor de 70 veículos.

O processo licitatório para contratação de mais uma empresa de transporte coletivo urbano para Porto Velho já está disponível no portal da prefeitura e a licitação deve acontecer no dia 17 de janeiro de 2014, segundo a Secretaria Municipal de Administração (Semad). A empresa vencedora do certame terá direito a concessão dos serviços por 15 anos e deverá colocar à disposição da população, no mínimo, 70 ônibus com idade média de sete anos.

As constantes reclamações dos usuários de transporte coletivo sobre a ineficiência do serviço foi um dos fatores que contribuíram para que a prefeitura pedisse na Justiça a autorização para poder contratar uma nova empresa. Dados do censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que atualmente 176 veículos de duas empresas atendem os usuários na capital.

A estudante Morgana Cardoso de Oliveira é uma delas. A jovem conta que chega a ficar por mais de uma hora na parada ônibus para poder ir ao trabalho. “Sempre vem lotado. Fica ruim, porque as vezes o motorista nem espera os passageiros descerem. Eles ficam na pressa. Acho que eles têm os horários determinados para chegar ao terminal. Então, acho que deveria ter mais ônibus”, diz a estudante.

O instalador de vidros Anderson Silas da Silva vive o mesmo problema. Ele frisa que há quase três anos os atrasos na chegada ao trabalho são frequentes por causa do transporte coletivo. “A qualidade dos ônibus é péssima. Eles prometem várias coisas nos ônibus e não nada acontece. A gente vai pegar um ônibus, está superlotado, demora. A gente chega atrasado no trabalho e quando vai prestar conta para o patrão, ele não quer saber”, afirma Anderson.

Reclamações
No final de outubro deste ano tanto a prefeitura quanto as duas empresas que atualmente realizam o serviço de transporte coletivo na capital reconheceram a ineficiência do transporte público de Porto Velho. À época, Carlos Guttemberg, secretário Municipal de Trânsito, disse que o transporte público oferecido a R$ 2,60 desde 2011 é deficiente e não atende à demanda. Pelo menos 100 mil passageiros usam o transporte coletivo na cidade todos os dias.

Já Ronaldo Marciana, consultor operacional do Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de Porto Velho (SET), que representa as duas empresas prestadoras do serviço na capital, também reconheceu a deficiência. Para ele, as condições do serviço podem melhorar se a prefeitura intervir para um melhor fluxo de trânsito nas vias que servem de itinerário aos ônibus. “A maior dificuldade é agilidade. Todas as linhas têm horários a serem cumpridos, mas a lentidão no trânsito atrapalha, e isso gera superlotação. Se houvesse corredores específicos, ruas mais largas, a linha seria feita num menor espaço de tempo e mais passageiros seriam atendidos”, disse Ronaldo.

(Fonte: G1)

Aproveite todas as licitações públicas em um só lugar!