Edital de restauro da Secretaria de Cultura será republicado na próxima semana em Londrina

A licitação para o restauro da antiga Casa da Criança, prédio que abrigava a sede da Secretaria Municipal de Cultura de Londrina até 2011, será republicada na próxima semana. Esta será a quinta tentativa da Prefeitura de Londrina em recuperar o espaço, que tem obras paradas há mais de três anos.

 

Mesmo não havendo propostas para o certame anterior, dado como deserto em 24 de junho deste ano, o edital não sofrerá alterações no teor do documento e preço – são estimados gastos de até R$ 1.187.893,14. De acordo com a secretária municipal de Cultura, Solange Batigliana, duas empresas estão interessadas no trabalho.

 

“Durante a última licitação tivemos visita técnica dessas empresas, mas elas acabaram não apresentando propostas. Uma tinha dúvidas sobre os cálculos e a outra com o responsável técnico da obra”, comentou. Segundo ela, uma avaliação feita pela Cultura e pela Secretaria Municpal de Obras constatou que não havia nenhum problema com relação ao edital e por isso a decisão da continuidade do documento.

 

Questionada sobre a urgência de reabrir o espaço por meio de uma dispensa de licitação, já que os servidores estão alojados em um prédio alugado, com infraestrutura precária na Rua Pio XII, também no Centro de Londrina, a secretária municipal alegou que a contratação direta de uma empresa poderia ser mais morosa que a reabertura da licitação.

 

“Seria um pouco mais complicado. Teríamos que ter orbigatoriamente pelo menos três orçamentos. Neste caso nos pareceu mais demorado do que publicar o edital”, avaliou. Solange ainda lamentou o espaço público fechado há tanto tempo. “O provisório para nós [servidores] virou uma permanêmcia. Mas não é só uma questão de espaço para quem trabalha, mas sim de um equipamento cultural fechado. Aquele prédio é um espaço importante para cidade. Há previsão de recuperar a Sala Teodoro, um auditório e o solarium”, citou.

 

O secretário interino de Gestão Pública, Fábio Campos, comentou que por se tratar de uma concorrência pública, serão necessários 30 dias após a data de publicação para a publicidade do certame. Ainda não há data prevista para abertura de envelopes.

 

(Fonte: O Diario)

Aproveite todas as licitações públicas em um só lugar!