Duas empreiteiras disputam ponte sobre o Rio Paraná

Dois grupos de investidores disputam a concorrência pelo domínio da rodoferroviária na BR-463, que liga Aparecida do Taboado a Santa Fé do Sul, cidade paulista. A empresa que apresentou a proposta única é a Sanches Tripoloni, que atua no ramo de obras em infraestrutura em São Paulo, Paraná e em Brasília. Outro concorrente é o consórcio composto por três empresas se denominou como Ponte FLC. Apesar dos questionamentos, dois nomes das empresas são mantidos em sigilo. Uma delas seria a Construmat, segundo o secretário Edson Giroto [Obras]. O pedágio sobre a ponte deve custar entre R$ 4 e R$ 5.

 

A licitação chegou a ser suspensa em razão de uma decisão judicial favorável à Associação dos Municípios do Oeste Paulista (Amop), que é contra o governo de Mato Grosso do Sul explorar o pedágio sem ter investido na construção da ponte.

 

De acordo com a comissão de licitação da agência, as duas propostas entregues pelas empresas interessadas no certame estão sendo analisadas e não há prazo para que a vencedora seja declarada. A expectativa da Agesul, no entanto, é que o resultado só saia no ano que vem, já na gestão de Reinaldo Azambuja.

 

A reportagem, de Celso Bejarano e Aliny Mary Dias, está na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

 

(Fonte: Jusbrasil)

Aproveite todas as licitações públicas em um só lugar!