Dez empresas disputam contrato da obra

Prolongamento da Estrada do Pinhão até o Distrito do Quiririm faz parte do pacote de obras previstas com o dinheiro do empréstimo do CAF

 

Dez empresas disputam o contrato do projeto da Perimetral Norte, que inclui o prolongamento da Estrada do Pinhão até o Distrito do Quiririm, em Taubaté.

 

A obra faz parte do pacote de intervenções viárias que o governo Ortiz Junior (PSDB) pretende implantar no município, com dinheiro do empréstimo de US$ 60 milhões (hoje R$ 238 milhões) junto ao CAF (Banco de Desenvolvimento da América Latina).

 

O prazo para que as empresas interessadas apresentassem propostas para essa obra foi encerrado ontem.

Disputam o contrato as empresas Enpavi, Compec Galasso, MWE, Copav, Auditerra, Ellenco, Kamilos, S.O. Pontes, Souza Compec Engenharia e Allianza.

 

A concorrência foi suspensa para análise da documentação apresentada.

 

Na sequência, as empresas habilitadas serão convocadas para abertura das propostas financeiras. Vencerá o certame aquela que cobrar o menor valor.

 

PROJETO/ O valor máximo da licitação é R$ 22,87 milhões.

 

Essa é uma das principais obras viárias previstas nesse pacote.

 

O prolongamento da Estrada do Pinhão até o Distrito do Quiririm tem prazo de execução de 360 dias. A formação desse corredor, que começa nas vias de ligação a Tremembé, seria a chamada Perimetral Norte. Segundo estudos da prefeitura, a obra vai reduzir em 25% o tempo de deslocamento. A viagem entre o Parque Aeroporto e Quiririm, hoje feita em 10 minutos, passaria a ser realizada em 7,5 minutos, por exemplo.

 

(Fonte: Gazeta de Taubaté)

Aproveite todas as licitações públicas em um só lugar!