Contratos atuais terminam em junho

De acordo com a presidente da comissão de licitação da Urbana, Elma Maria de Souza, o contrato da Marquise não é a única que se encerra nos próximos dias. Os contratos emergenciais estabelecidos com as empresas Vital e Tropicos se encerram, respectivamente, nos dias 20 e 25 de junho. Segundo a presidente, caso seja necessário firmar mais uma contratação emergencial, será necessário iniciar um novo processo licitatório para concessão do serviço, que levaria mais um ano. Seria o quarto processo licitatório aberto pela companhia. “É a nossa única saída”, pontuou.

 

Só em 2013, a Urbana já pagou R$ 33 milhões em contratos com empresas terceirizadas, e possui outros R$ 37 milhões empenhados em contratos até agosto.

 

De acordo com Leonardo Lopes, a demora na conclusão de um processo licitatório para a Urbana resulta na falta de qualidade do serviço prestado. A coleta de entulho, por exemplo, está comprometida por causa da falta de caminhões e materiais. “Hoje nós não temos tanta capacidade para manter o serviço. Com a nova licitação nós não temos uma economia nos gastos, mas podemos fazer mais com o mesmo valor. As empresas que ganharem, por exemplo, precisam fornecer caminhões com no máximo cinco anos de uso”, afirmou. Os caminhões utilizados pela empresa hoje têm mais de 20 anos de uso.

 

Em algumas avenidas, como na Romualdo Galvão, zona sul, a coleta de entulho demora até três semanas, como relata a dona de casa  Graça Machado. Em frente à casa dela, móveis e lixo se acumulam na calçada. “Faz uma três semanas que não passa. Se os garis não tirassem um pouco, o lixo já estava no teto”, comenta. A coleta de lixo, três vezes por semana, está normalizada.

 

(Fonte: Tribuna do Norte)

Aproveite todas as licitações públicas em um só lugar!