Contrato para elaboração do Plano de Transporte deve ser prorrogado

Prazo para Marchioro Ltda entregar estudo termina em agosto. Proposta da Prefeitura de Presidente Prudente é estendê-lo até fim do ano.

 

A Prefeitura de Presidente Prudente deve prorrogar o prazo para a empresa Marchioro Arquitetura, Urbanismo e Engenharia Ltda. entregar o Plano de Transporte Municipal, que integra o Plano Municipal de Mobilidade Urbana. Conforme a administração pública, já está em negociação um aditivo ao contrato, já que o documento tem seu vencimento datado no mês de agosto. Ambas partes se disseram favoráveis à extensão do prazo.

 

Conforme o Executivo, a proposta é que a empresa, sediada em Caxias do Sul (RS), consiga entregar todos os documentos até o final de 2014. “Entretanto, o prefeito Milton Carlos de Mello ‘Tupã’ pretende que as reformulações referentes às linhas de ônibus dentro da cidade sejam entregues ainda no mês de agosto”, informa.

 

Conforme a administração municipal, após o recebimento do estudo, realizado pela empresa, que fica em Caxias do Sul (RS), ainda será necessário iniciar os trâmites de licitação para contratar a nova empresa que ficará responsável pelo transporte municipal. Como ainda existe a possibilidade das concorrentes entrarem com recursos contra o edital a ser divulgado, a prefeitura precisou prorrogar o contrato da PrudenExpress e da TCPP por seis meses.

 

O arquiteto responsável pela empresa, Edson Marchioro, esclarece que o aditivo ao prazo não fará com que a empresa prolongue muito os trabalhos. “Estamos trabalhando constantemente para que ele seja entregue o mais rápido possível. Acreditamos que, no final de setembro, todos os planos estarão prontos e nas mãos do governo municipal”, afirma.

 

O trabalho da empresa começou com as pesquisas aos usuários do transporte coletivo, em novembro de 2013. Cerca de 80 pesquisadores aplicaram questionários àqueles que utilizam o serviço, a fim de identificar o perfil dos usuários por meio de suas necessidades, sugestões e críticas. Entre os pontos abordados estavam: o bairro para onde ocorrem os deslocamentos, o horário e a quantidade de ônibus e dias que eles utilizam o transporte, além de seus motivos para utilização.

 

Agora, o plano está em sua fase final, em que serão determinados os novos padrões de transporte. “Já podemos adiantar que Prudente ainda apresenta um modelo ultrapassado no trânsito”, explica Marchioro.

 

(Fonte: G1)

Aproveite todas as licitações públicas em um só lugar!