Contrato do novo serviço de transporte coletivo é assinado

Foi homologada ontem, na Secretaria de Ordem Pública, a licitação de concessão de serviços de transporte coletivo de passageiros no município. Na ocasião, o prefeito Jonas Marins e os sócios do Consórcio Barra Mansa, vencedora da licitação, Paulo Afonso de Paiva Arantes e Francisco Rezende, assinaram o contrato.

 

O prefeito Jonas Marins disse que a cidade esperava por muito tempo por uma licitação de ônibus e que não será apenas uma mudança de empresa, mas sim um novo modelo de transporte público para o município. “A população ainda está desacreditada das mudanças. Essa intervenção cobra mais qualidade no serviço. Durante o processo abrimos espaço para que a população participasse, mas confesso que esperava mais participação. Receberemos ônibus zero, e os usados terão no máximo dois anos de uso. As implantações serão gradativas e seguirá um cronograma, que começa a contar de 60 a 120 dias com mais quatro meses para adequações. Teremos veículos com ar condicionado e bilhete único, serão muitas mudanças”, explicou.

 

O prefeito enfatizou ainda que o valor da passagem não sofrerá reajuste agora e que os trabalhadores das empresas atuantes serão aproveitados. “Não haverá desemprego, aproveitaremos os funcionários. Estamos realizando também um plano de mobilidade urbana para diversos bairros do município, como por exemplo, a Vila Nova, que possui mais morador que muitas cidades”, afirmou.

 

O presidente da Comissão de Licitação, Jonathan Aguiar apontou que a partir de agora a implantação do serviço fica sobre responsabilidade da Secretaria de Ordem Pública junto a Consórcio, que tem de 60 a 120 dias para iniciar o serviço.

 

O empresário Paulo Afonso relatou que serão realizadas várias pesquisas em relação a horários e pontos de embarque e desembarque, e que uma linha circular será implantada para desafogar o trânsito na cidade. “Essa linha não cobrará tarifa dos passageiros que já tiverem pago passagem para chegar ao Centro da cidade, em um período que ainda será estudado. Teremos uma frota de 90 ônibus, sendo 43 deles novos. Estudaremos para ter melhoria na frota, maior frequência e velocidade dos ônibus. Nossa missão inicia agora e pedimos o apoio da população”, apontou.

 

O presidente da Comissão de Transporte da Câmara Municipal, Vicente de Paula Ferreira, o Pissula, disse que está se sentindo realizado, e que sempre houve muita reclamação sobre o transporte na cidade. “Haverá uma resistência das empresas, teremos dificuldades, mas estamos começando certo”, concluiu.

 

O secretário de Ordem Pública, Ueslei de Carlos Brito, enfatizou a importância da ajuda dos presidentes das associações e dos vereadores. “Não dá para mudar de uma hora para outra, a mudança será gradativa”, finalizou.

 

(Fonte: A vox da cidade)

Aproveite todas as licitações públicas em um só lugar!