Consórcio vence licitação para construção do novo PS de Cuiabá

O Consórcio CL Cuiabá, formado pelas empresas de engenharia Grupo Concremax e Lotufo Engenharia e Construções, foi declarado vencedor do processo licitatório lançado pela Prefeitura de Cuiabá para a construção do novo Pronto Socorro da cidade. Prometido desde 2013 pelo prefeito Mauro Mendes (PSB), o novo hospital deverá ocupar uma área de sete hectares na região do bairro Ribeirão do Lipa. O custo total da obra está previsto em R$ 79,6 milhões e a expectativa é de que os trabalhos levem 20 meses.

 

O aviso do resultado da licitação, após análise técnica das propostas concorrentes, foi publicado pela Prefeitura na edição do Diário Oficial dos Municípios que circula nesta segunda-feira (15). Além do Consórcio CL Cuiabá, concorreram no processo licitatório o Consórcio Cuiabá Forte (que reúne as empresas Material Forte Incorporadora, de Juína, e Endeal Engenharia e Construções, de Curitiba) e o Consórcio GeosoloAmbiental (da Geosolo Engenharia, de Cuiabá, e da empresa Ambiental, de São Paulo).

 

Conforme o aviso no Diário Oficial, a partir da publicação do vencedor da concorrência pública fica aberto o prazo de cinco dias para eventuais recursos contra o resultado.

 

A licitação para a construção do novo Pronto Socorro foi lançada em abril e viabilizada por um convênio assinado em março deste ano pelo prefeito Mauro Mendes e pelo governador Pedro Taques (PDT). Conforme o convênio, o estado deverá repassar R$ 59,7 milhões para a execução do projeto. Já a Prefeitura deverá investir R$ 19,9 milhões.

 

Além das cotas de investimento, o convênio prevê a fiscalização e avaliação da execução das obras por um gestor. A prestação de contas final será apresentada até 30 dias após o término do convênio, cujo prazo original é de dois anos.

 

Encomendado pela Prefeitura de Cuiabá ao custo de R$ 750 mil, o projeto do novo Pronto Socorro prevê a abertura de 315 leitos, sendo 60 de Unidades de Terapia Intensiva (UTI), e um heliponto. O estacionamento deverá ter 444 vagas.

 

De acordo com o projeto, o novo pronto-socorro terá três entradas principais. A primeira para pacientes com casos de urgência e emergência adulta e pediátrica pelo Sistema Único de Saúde (SUS) – como os direcionados pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ou redirecionados pelas Unidades de Pronto Atendimento (UPA); a segunda será para casos ambulatoriais (como consultas e agendamentos); e, a terceira, específica para internações.

 

Entre as especialidades do novo pronto-socorro estarão cirurgia geral, clínica médica, pediatria, cirurgia pediátrica, cardiologia, oncologia e tratamento de queimados.

 

Também deverão ser oferecidos serviços de radiologia, ultrassonografia, endoscopia digestiva, análises clínicas, ecocardiograma, eletroencefalografia, fisioterapia e colonoscopia. A estrutura terá ainda consultórios de urologia, ginecologia, cardiologia e clínica geral.

 

O projeto da unidade foi concebido pela empresa Globo Engenharia, com sede em Salvador (BA), que também já projetou outros três hospitais considerados de grande porte na região Nordeste: o Hospital do Oeste, em Barreiras (BA), inaugurado em 2006; o Hospital do Subúrbio, inaugurado em 2010 na capital baiana; e o Hospital Mestre Vitalino, inaugurado no ano de 2014 na cidade de Caruaru (PE).

 

(Fonte: G1)

Aproveite todas as licitações públicas em um só lugar!