Consórcio reduz em R$ 1,3 milhão o 1º trecho do Rodoanel

 

O Consórcio Construtor Agrimat/Atrativa/Exímia, vencedor da licitação apara construção da primeira etapa do Contorno Viário de Cuiabá (Rodonael), reduziu o valor da proposta global para execução da obra em R$ 1.376.839,93. Agora, a execução desse trecho da obra custará R$ 136.307.153,95. O processo licitatório teve início em 25 de abril deste ano.

O resultado da fase negocial do processo licitatório, realizado no modelo de Regime Diferenciado de Contratação (RDC) – bem como a homologação de fim do certame por parte do secretário da Copa (Secopa), Maurício Guimarães – foi publicado no Diário Oficial que circula nesta segunda-feira (23).

Agora, o processo segue para a assinatura do contrato entre as partes e a emissão da ordem de serviço para que o consórcio inicie a obra, segundo informações da assessoria da Secopa.

Apesar de ter a licitação realizada pela Secopa – devido à experiência que a pasta já possui com esse tipo de certame –, a obra da Rodoanel terá sua execução coordenada pela Secretaria Estadual de Pavimentação e Transportes Urbanos (Setpu), com apoio de técnicos da Secopa.

No formato RDC, a contratação da obra é feita de forma integrada, reunindo projetos básicos e executivos e a execução da obra em uma única licitação. Além disso, as fases são invertidas, tendo os preços analisados antes dos documentos da empresa.

O Rodoanel possui aproximadamente 50 km de extensão e compreende as rodovias federais 070, 364 e 163, contornando a Capital mato-grossense. A primeira etapa que foi licitada compreende um trecho de 11,43 km de extensão e corresponde ao contorno Norte das rodovias BR-163/364, que vai do Trevo do Lagarto, em Várzea Grande, à Avenida Antártica, na Capital.

Outros 38,5 km do Rodoanel ainda serão licitados, divididos em dois lotes. O consórcio contratado será responsável pela elaboração de projetos básico, executivo, de desapropriação e licenciamentos ambientais.

As empresas ainda terão que executar as obras de implantação, construção e duplicação de pista dupla com canteiro central no trecho compreendido na rodovia, incluindo a edificação de uma ponte de 214,3 metros sobre o Rio Cuiabá e de um viaduto de 220 metros.

O prazo de conclusão de toda a obra é de 18 meses, a contar da emissão da ordem de serviço.

Expectativa

O Governo do Estado espera que, com a finalização das obras da Rodoanel – paralisadas desde 2009 – haverá uma melhor distribuição do tráfego pesado e intenso na região central da Grande Cuiabá, melhorando a redução do tempo de viagem e os custos de manutenção e operação dos veículos. A obra da Rodoanel foi incluída no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), do Governo Federal, em 2012.

Na ocasião, os investimentos previstos giravam em torno de R$ 346 milhões para a execução dos 50 km de obra. Com a execução da obra, o Estado também pretende recuperar a imagem da via, que hoje é usada como depósito irregular de lixo pela população.

Ao longo de toda a faixa que começa na comunidade do Sucuri e cruza a antiga Estrada da Guia, pilhas de detritos podem ser notadas nas margens da rodovia, que vão de sacos de lixo a restos de móveis e cascos de bebidas alcóolicas.

(Fonte: Midia News)

Aproveite todas as licitações públicas em um só lugar!