Concorrência tem 22 agências de publicidade

O Gabinete de Comunicação (Gcom) do governo do Estado recebeu as propostas de 22 agências de publicidade que participam do processo de concorrência que visa prestação de serviços técnicos de publicidade pelos próximos cinco anos. O evento foi realizado nesta terça-feira no auditório Ponce de Arruda, no Palácio Paiaguás.

 

Conforme o edital, publicado no dia 23 de outubro, cinco agências serão contratadas para realizar serviços técnicos de publicidade, como a elaboração de projetos e campanhas institucionais e de utilidade pública.

 

A licitação é na modalidade melhor técnica e preço. O valor do contrato é de R$ 70 milhões com vigência de 12 meses, podendo ser prorrogado anualmente por até cinco anos.

 

O processo é dividido em cinco etapas, a primeira consiste na entrega de envelopes apócrifos, que são as propostas e ideias não identificadas. O segundo passo é a apresentação das licitantes, onde elas apresentam a sua história, seus trabalhos, qualificação e estrutura.

 

A terceira etapa se dá com a identificação das propostas, quando os trabalhos já estiverem sido julgados, seguida da abertura dos envelopes contendo as propostas orçamentárias. Depois destes passos é realizada a habilitação documental, para identificar se as empresas podem participar da concorrência pública.

 

Após as empresas se credenciarem e entregarem as caixas apócrifas contendo o material a ser analisado, foram sorteados três representantes das agências para se juntarem aos membros do Gcom a fim de rubricar as peças publicitárias, comprovando que nenhum material foi recebido após o prazo.

 

Conforme a secretária Adjunta de Administração Sistêmica do Gcom, Patrícia de Camargo Saldanha, o material recebido será repassado à comissão técnica que analisará os produtos sem ter conhecimento sobre a quais empresas pertencem as peças. A comissão terá o prazo de 10 dias para efetuar a análise e escolher os melhores trabalhos.

 

A documentação e as propostas orçamentárias serão avaliadas por outra comissão e, após as análises, o Gabinete irá definir uma média ponderada para realizar a licitação. A expectativa é que a licitação seja assinada até fevereiro de 2016. (Com Assessoria)

 

(Fonte: Diario de Cuiabá)

Aproveite todas as licitações públicas em um só lugar!