Com sobrepreço de R$ 35 milhões e falhas no projeto, licitação para reforma no Autódromo de Brasília é revogada

A licitação para reforma do autódromo de Brasília, palco da etapa de abertura da Indy no próximo dia 8 de março, foi revogada. A informação foi publicada nesta segunda-feira (12) no Diário Oficial do Distrito Federal.

 

De acordo com o Tribunal de Contas do Distrito Federal, “várias irregularidades” foram constatadas na análise do projeto, dentre elas, sobrepreço de quase R$ 35 milhões, duplicidade de serviços e “falhas graves no projeto básico de engenharia”.

 

A aplicação de um largo montante de dinheiro — a estimativa inicial era de R$ 251 milhões — também foi questionada por Renato Rainha, presidente do TCDF. “Se não há dinheiro para pagar servidores, como vamos gastar esse valor em um autódromo?”

 

Apesar desta suspensão, a prova da Indy deve acontecer, ainda segundo a nota do TCDF. O órgão explica que as reformas que estão em andamento no Autódromo Nelson Piquet são obras rodoviárias menores, ligadas apenas à pista.

Outro ponto mencionado pelo TCDF foi que a licitação poderia ser feita de forma diferente, com o intuito de tornar o processo mais ágil. “Com o parcelamento das fases e a consequente otimização do processo licitatório, a emissão da Ordem de Serviço para iniciar a execução dos serviços ocorreria de forma mais ágil”, indicou o relatório sobre a concorrência.

 

A licitação já havia sido suspensa antes, em meados de novembro, para que o processo fosse reformulado.

 

(Fonte: MSN)

Aproveite todas as licitações públicas em um só lugar!