Cid anuncia fase final da licitação de nova ponte

 

O governador Cid Gomes anunciou, ontem, em sua página oficial no Facebook, informações sobre o andamento de projetos do Estado, como o da ponte estaiada e o Centro de Formação Olímpica do Nordeste. Segundo o gestor, está sendo concluído o processo de licitação com a Parceria Público Privada (PPP) para a construção da ponte estaiada, que ligará as avenidas Washington Soares e Santos Dumont. Na postagem, ele divulgou para os seus seguidores uma maquete eletrônica do projeto. As informações são da Redação Web do Diário do Nordeste.

O empreendimento custará R$ 338 milhões, sendo R$ 259 milhões repassados pelo governo federal e R$ 79 milhões desembolsados pelo Estado. A obra tem prazo de entrega de 16 meses a contar da assinatura da Ordem de Serviços e já recebeu a licença prévia da Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace).

Em junho deste ano, três consórcios entregaram as propostas à Comissão Central de Concorrências, a M.G.C (Mercurius Engenharia, Goetze Lobato Engenharia e Construtora Cidade), Consórcio Nova Fortaleza (Construtora Queiroz Galvão e Norberto Odebrecht) e Consórcio Ponte Estaiada OAS-Marquise (Construtora OAS e Construtora Marquise). O resultado ainda não foi comunicado.

Outro projeto divulgado por Cid Gomes foi o Centro de Formação Olímpica do Nordeste (CFO-NE), na avenida Alberto Craveiro, em frente à Arena Castelão, que deverá ser entregue até o fim de 2014. Também no mês de junho foi assinada a ordem de serviço para a construção do CFO-NE com recursos de R$ 226 milhões do Estado e União. O projeto tem área de 85.922,12m², sendo 45.117,87m² construída e abrigará 26 das 32 modalidades olímpicas.

Reurbanização

Também na rede social, o governador divulgou a incorporação de 4,31 km² de área ao Parque do Cocó. O espaço compreende a reurbanização das margens do Rio no trecho entre o início da BR-116 e o Conjunto José Walter, além da construção de uma barragem para evitar enchentes.

O acréscimo dos terrenos está previsto no Projeto Rio Cocó, da Secretaria das Cidades, que também prevê o reassentamento de famílias em área de risco, que segundo Cid Gomes, “serão transferidas para apartamentos em terreno próximo”.

O projeto prevê um investimento de cerca de R$ 275,7 milhões, com recursos do Orçamento Geral da União (OGU) e do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), além da contrapartida do Estado. A intervenção deverá atingir Fortaleza, Pacatuba, Maracanaú e Itaitinga.

(Fonte: Diario do Nordeste)

Aproveite todas as licitações públicas em um só lugar!