Ceasa investe R$ 6 milhões em reformas dos pavilhões

 


A Ceasa/RS (Centrais de Abastecimento do Rio Grande do Sul) está investindo R$ 6,1 milhões em obras de recuperação e impermeabilização das coberturas dos pavilhões do Galpão Não Permanente (GNP), A1, D2, E1, E2 e Pórtico Principal. Os trabalhos devem ser concluídos em até seis meses.

A expectativa em torno dessas obras é grande, pois esses prédios existem há cerca de 40 anos e nunca sofreram nenhuma reforma, afirma o presidente da Ceasa. Segundo Paulino Donatti, o aporte financeiro é proveniente do Tesouro do Estado e do Proredes BNDES.

A empresa especializada vencedora da licitação e responsável pelas obras de recuperação estrutural e impermeabilização, MFHP Engenharia, iniciou a reforma pelo telhado do GNP, que mede 330 metros de extensão por 30 metros de largura, e em duas frentes de trabalho, sem a interrupção das atividades do espaço, tendo em vista não prejudicar a comercialização e a segurança dos produtores, compradores e funcionários dos permissionários.

As coberturas estão passando por um processo de hidrojateamento, seguida da recuperação estrutural, finalizando com a impermeabilização com argamassa polimérica. Aproximadamente 25% dos serviços já foram executados.

O GNP acomoda mais de dois mil produtores gaúchos, distribuídos em 994 módulos – denominados como pedra, medindo 5m² cada espaço -, no qual de segunda a sexta-feira comercializam mais de 110 produtos de hortigranjeiros. Conta ainda com seis lancherias e duas lojas de produtos atípicos e utensílios. O galpão faz parte do complexo, por onde ingressam um terço dos hortigranjeiros consumidos no Estado.

Além dos produtores, a Central conta com 311 empresas atacadistas, localizados em 10 pavilhões, cinco pavilhões de melancia, um de flores e plantas ornamentais, um pavilhão de carregadores autônomos com 800 vagas, um para depósito e desdobramento com 15 galpões, um pavilhão para frigoríficos, além de posto da BM e da Polícia Civil, agências bancárias do Banrisul e do Banco do Brasil, lanchonetes e posto médico. Mais uma Unidade de Certificação e Classificação da Emater. Nos dias de grande movimento, chegam a circular pela Central cerca de 30 mil pessoas. A área de estacionamento comporta mais de 10 mil veículos.

Por: Marisa Ribeiro

(Fonte: Gov Estado RS)

Aproveite todas as licitações públicas em um só lugar!