Caixa abre edital para instalação de sistemas de geração de energia

A Caixa Econômica Federal publicou nesta quarta-feira edital de licitação para instalação de sistemas fotovoltaicos em 44 unidades do banco. A ação integra o projeto de autogeração de energia que visa incorporar na matriz de consumo da empresa fontes renováveis de geração para uso próprio, permitindo a redução dos custos com energia elétrica. Até 2017, 168 unidades do banco devem receber os sistemas, numa economia estimada de R$ 13 milhões por ano.

 

A potência total a ser instalada nesta primeira etapa é de 3,36 MWp (Megawatt-pico), suficiente para o abastecimento de 2.300 residências ou um prédio comercial de 60 mil m². Os sistemas serão instalados em 42 agências no interior do estado de São Paulo e em dois edifícios no Distrito Federal.

 

“A CAIXA já possui o menor consumo de energia do mercado bancário brasileiro”, afirma a presidenta do banco, Miriam Belchior. “E agora precisamos agir na outra ponta, gerando parte de nossa própria energia. A CAIXA sai na frente com esse projeto, contribuindo para a redução de despesas e para o desenvolvimento sustentável do país, como referência em matriz energética diversificada”, conclui.

 

Após o êxito de projeto piloto implantado em dezembro de 2014, a CAIXA efetuou estudos técnicos de insolação, consumo de energia e sombreamento de diversas unidades, bem como das condições tarifárias de cada concessionária, resultando na seleção de 44 unidades para a primeira etapa do projeto de autogeração de energia da CAIXA.

 

O projeto se viabilizou considerando o atual cenário energético brasileiro, onde há necessidade de geração de energia elétrica por fontes renováveis alternativas, a partir da Resolução 482/2012 da ANEEL, que permite a microgeração descentralizada de energia por outras fontes.

 

Agência piloto:

A CAIXA inaugurou em 3 de dezembro de 2014, no município de Vazante (MG), a primeira agência bancária energeticamente autossuficiente do Brasil. A Agência Vazante foi a primeira edificação comercial do país a ter balanço de energia anual positivo, por meio de geração por fonte sustentável fotovoltaica, gerando, assim, mais energia do que consome.

 

O piloto contou com soluções técnicas para proporcionar o menor consumo possível de energia elétrica, ou seja, a máxima eficiência energética. Localizada a 350km de Brasília e a 600km de Belo Horizonte, a unidade de 650m² possui consumo de energia de 112 MWh/ano a um custo, à época, de R$ 51 mil por ano, que passou a ser economizado.

 

O imóvel foi escolhido por atender a critérios como incidência de radiação solar; construção com soluções técnicas que propiciam baixo consumo de energia, e melhores condições para instalação dos painéis em termos de telhado, acesso e orientação do imóvel.

 

Rede CAIXA:

A rede CAIXA é composta hoje por 4.229 unidades próprias (479 com Penhor), sendo 3.405 agências – incluindo 2 agências barco, e 824 postos de atendimento, além de 18 unidades móveis, 13.233 unidades lotéricas, 15.804 correspondentes CAIXA Aqui e 6.926 pontos de autoatendimento, com 31.557 equipamentos.

 

(Fonte: Setor Energetico)

Aproveite todas as licitações públicas em um só lugar!