BR mudou licitação para incluir cartel, diz auditoria

Relatório aponta que subsidiária da Petrobrás direcionou licitações no valor de RS 574 milhões vencidas pela UTC

 

Auditoria da BR Distribuidora em contratos investigados pela Lava Jato descobriu que a empresa direcionou quatro licitações vencidas pela UTC Engenharia, no valor de RS 574,1 milhões, em 2010. A apuração apontou que a BR também facilitou a vitória da companhia ao substituir uma lista inicial de empresas que seriam convidadas a participar das licitações por outra com empreiteiras do “clube da propina”, revela Andreza Matais. Até agora, se sabia apenas que a UTC havia pago RS 20 milhões em propina para ter acesso antecipado a estimativas de preços, o que lhe garantiu apresentar a melhor proposta nas disputas. A lista inicial tinha nove companhias que já haviam trabalhado para a BR e poderiam fazer as obras. A relação que foi à votação continha dez. Cinco dos nomes sugeridos inicialmente desapareceram. Foram incluídas empresas que estavam fora do cadastro da BR, como Odebrecht, Queiroz Galvão, OAS e Mendes Junior. A UTC Engenharia e a Andrade Gutierrez constavam da primeira relação e foram mantidas entre as convidadas.

 

Subsidiária afirma ter apurado

A BR Distribuidora afirmou em nota que 0 presidente José Lima de Andrade Neto determinou a “averiguação interna” dos contratos e enviou relatório ao MP, à Procuradoria da República e aos escritórios que auditam a empresa. (O Estado de São Paulo)

 

(Fonte: Felipe Vieira)

Aproveite todas as licitações públicas em um só lugar!