Audiência Pública apresenta recursos investidos na saúde de Brasilândia

Secretário de saúde, Oziel Soares apresentou a audiência pública

 

Na manhã da última terça-feira (23), o secretário municipal de Saúde de Brasilândia (MS), Oziel Soares, apresentou a prestação de contas do segundo quadrimestre de 2014, em audiência pública. O evento foi realizado no plenário da Câmara de Vereadores, onde o secretário da pasta e gestor do Fundo Municipal de Saúde (FMS), apresentou todos os investimentos na área da saúde pública.

 

“O objetivo é apresentar, de forma transparente, os trabalhos realizados pela secretaria municipal de saúde, pois o investimento é feito pela nossa população”, disse o secretário.

 

No final, o secretário esclareceu dúvidas das pessoas que estavam presentes no plenário. Participaram do encontro os vereadores Carlos Amorim, Cristiane Saraiva e o radialista e segundo tesoureiro do Hospital Júlio César Paulino Maia, Marcos Brasil.

 

PAGAMENTOS E AQUISIÇÕES
O relatório apresentado apontou que, de 1º de maio até 31 de agosto deste ano, foram investidos mais de R$ 2 milhões com contrapartida municipal, pagamento de pessoal, telefone, energia elétrica, combustível, aquisição e manutenção de ambulância e outros veículos, aquisição de material permanente, de limpeza, manutenção de informática, medicamentos, materiais de laboratório, material de expediente, serviços gráficos, repasses para o hospital e farmácia local e contrapartida para reformas e construção de unidades de saúde.

 

Também foram investidos R$ 708.710,14 em procedimentos da atenção básica, como odontologia, consultas, todos os procedimentos de enfermagem, material de consumo, expediente e manutenção e repasse de 20% para reforma da ESF II e ESF Debrasa. No segundo semestre, houve a saída de R$ 20 mil, tendo o saldo de R$ 15.078,29, sendo recursos de emenda parlamentar para a aquisição de duas academias ao ar livre, que já estão em processo licitatório.

 

Ainda em aquisições, foram investidos R$ 23.830,44 de recursos federais, em medicamentos pactuados da Farmácia Básica. Mais R$ 84.278,13 para atender as necessidades da Vigilância em Saúde e R$ 38.860,85 com insumos de média e alta complexidade, laboratório e fisioterapia.

 

Ainda foi aplicado o valor de R$ 61.120,00, sendo utilizados 60% para a folha de pagamento e ações sociais na saúde.
SALDOS

 

Oziel informou que há um saldo de R$ 780,18 referente à reforma da Unidade Básica de Saúde. Haverá a devolução do valor de R$ 780,18 em relação ao convênio da Academia do Distrito Debrasa. Há o saldo de R$ 763,82, sobre a ampliação da Estratégia de Saúde da Família – ESF 1 do Jardim Mão Amiga, que já está concluída, sendo um recurso federal e contrapartida do município.

 

Há o saldo também no valor de R$ 2.743,52, referente à aquisição de uma balança antropométrica para o atendimento do SISVAN. Foi apresentado o saldo no valor de R$ 757,22, em relação à aquisição de um veículo adquirido por meio de uma emenda parlamentar para transportar os pacientes em consultas especializadas e o saldo de R$ 14.910,93, referente à aquisição de equipamentos para a clínica de fisioterapia, sendo com recursos de emenda parlamentar e contrapartida com a prefeitura e que foram entregues recentemente.

 

De acordo com a prestação de contas, houve também o pagamento referente à compra de um veículo para o ESF do Distrito Debrasa, no valor de R$ 30.751,34, com recursos de emenda parlamentar e contrapartida da prefeitura e também já foi entregue há pouco tempo.

 

Há o saldo de R$ 204.535,77, para aquisição de equipamentos hospitalares e atenção básica, em fase de licitação, sendo o recursos oriundo de uma emenda parlamentar.

 

A construção da unidade de saúde no Jardim Vale Verde II custará R$ 492.503,56, sendo R$ 408 mil do governo federal e contrapartida do município de R$ 84.503,56. O saldo é de 86.196,16 sendo o valor referente a 20% da obra.

 

VIAGENS DE PACIENTES
Foram realizadas, no segundo quadrimestre, 424 viagens com paciente para as unidades de referência no MS: Campo Grande, Paranaíba e Três Lagoas. Nessas viagens, foram realizadas 991 consultas especializadas e 283 exames especializados em Campo Grande e Três Lagoas e mais 23 internações em psiquiatria e dependência química, em Paranaíba. O município também forneceu 74 viagens para fora das unidades de referência, levando pacientes a Presidente Prudente (SP), Tupi Paulista (SP), Catanduva (SP), Bataguassu (MS), Dracena (SP) e Pirapozinho (SP).

 

ATENDIMENTOS
No Programa de Saúde Bucal, de maio a agosto, foram feitas 3.120 escovações supervisionadas e 140 encaminhamentos para o Centro Especializado Odontológico, em Três Lagoas. Também foram distribuídos 524.621 unidades de medicamentos a 10.781 pacientes atendidos.

 

A saúde municipal realizou 27.840 atendimentos em unidades básicas de saúde com clínica geral, pediatria, ginecologia e obstetrícia, neurologia, cardiologia, odontologia, psicologia, assistência social, fonoaudiologia, nutricionista, fisioterapia, enfermagem e educação física. Desses atendimentos, destacam-se 10.201 exames laboratoriais e 9.600 consultas em clínica médica, cardiologia, neurologia e pré-natal.

 

 

(Fonte: Jornal Dia a Dia)

Aproveite todas as licitações públicas em um só lugar!