Arsal divulga resultado final da segunda licitação do Transporte Complementar

Foi publicado na edição de ontem, 25, do Diário Oficial do Estado de Alagoas o resultado final da segunda licitação para exploração do Serviço Complementar de Passageiros após o desempate. A divulgação foi feita pela a Agência Reguladora de Serviços Públicos do Estado de Alagoas (Arsal).

 

Os vencedores do processo licitatório precisam agora aguardar a homologação do resultado pelo governador Teotonio Vilela Filho (PSDB), para então serem convocados para a assinatura dos contratos de permissão, quando deverão depositar 50% do valor da outorga, sendo o restante parcelado em 24 meses, sem juros.

 

O veículo indicado na proposta deve ser apresentado em até 45 dias após a assinatura do contrato. Com a conclusão do certame, serão ampliados os números de linhas e de veículos complementares, passando de 800 para mais de 1.300, distribuídos em todas as regiões do Estado.

 

O presidente da Arsal, Waldo Wanderley, explicou que já está sendo feito um levantamento para saber quantas das 649 vagas oferecidas não foram preenchidas e anunciou que um novo processo licitatório deverá ser realizado para o preenchimento das linhas que porventura restarem. “Nosso objetivo é concluir a cobertura de todo o Estado, de modo que o Sistema de Transporte Rodoviário Intermunicipal atenda a todos os municípios, do mais próximo ao mais distante dos principais centros, com a melhor estrutura possível”, destacou.

 

O presidente lembrou ainda que, paralelamente ao andamento dos certames, já foi iniciada a instalação de rastreadores em cerca de 50% da frota aprovada na primeira licitação. Com o rastreamento eletrônico, a Arsal irá monitorar pontos como o cumprimento de horários e percursos e o controle de velocidade dos veículos, facilitando a detecção e correção de possíveis irregularidades.

 

Os ônibus e microônibus licitados também serão dotados de um chip e um botão antipânico que, ao ser acionado, envia os dados do veículo e a sua localização para a empresa de segurança responsável pelo rastreamento, a quem caberá o acionamento imediato da polícia.

 

Além da modernização do serviço, a Arsal trabalha ainda em outra frente, investindo os recursos oriundos do pagamento das outorgas – que têm uso restrito em ações visando à melhoria do próprio Sistema de Transporte Intermunicipal – na construção e reforma de terminais rodoviários, abrigos para passageiros e sinalização, por meio de convênios firmados entre a Agência Reguladora e as prefeituras municipais.

 

(Fonte: Aqui Acontece)

Aproveite todas as licitações públicas em um só lugar!