Apenas 10% das ações do PAC 2 estão concluídas no Rio Grande do Sul

 


Faltando oito meses para o fim da segunda fase do  Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) , apenas 10,2% das ações anunciadas (de estudos e projetos a grandes obras de infraestrutura) estão concluídas no Rio Grande do Sul. O percentual é inferior à média nacional. Recente estudo da ONG Contas Abertas constatou que, dos 49.905 empreendimentos no Brasil, 12% foram concluídos. Mais de um terço dos empreendimentos no Estado (35,1%) está no estágio de “ação preparatória”, que é a primeira etapa do processo. Outros 24,6% estão classificados como “em obras” e o restante se divide entre processo de licitação, contratação, operação e execução.

 

O levantamento realizado pela reportagem de ZH levou em consideração 2.856 empreendimentos exclusivos selecionados para o Estado — estão fora 22 projetos de abrangência regional, que atingem outras unidades da federação. Esse montante de ações se refere ao PAC 2, que começou em 2011 e se encerra no final deste ano, com total de investimentos de R$ 43 bilhões neste período. A base de dados é o próprio governo, que divulgou um balanço do programa na semana passada com as informações mais atualizadas, computadas até 31 de dezembro passado.

 

Embora não discorde do levantamento, o Ministério do Planejamento pondera que a metodologia adotada pela reportagem é “meramente quantitativa” e que “iguala obras e ações de grande complexidade com obras de menor amplitude”.

 

Para o governo, o melhor critério seria o de valor investido no período, que foi de R$ 773,4 bilhões no país, o que representa 76,1% do previsto. No Rio Grande do Sul, a taxa de conclusão dos investimentos em obras exclusivas é de apenas 37% dos R$ 68,96 bilhões — valor total previsto pelo PAC 2 no RS, que inclui obras mais complexas e com prazo de conclusão posterior a 2014, que correspondem a R$ 25,93 bilhões.

 

(Fonte: Zero Hora)

Aproveite todas as licitações públicas em um só lugar!