Anatel estuda enterrar licitação da faixa de 3,5 GHz

 

O conselheiros substituto da Anatel, Roberto Pinto Martins, levou hoje para a reunião da diretoria a proposta de se enterrar de vez o edital de venda de frequência da faixa de 3,5 GHz. O conselheiro Rodrigo Zerbone pediu vista da matéria, que não foi decidida hoje.

Para Martins, no entanto, além do problema da interferência com a banda C do satélite, que ele entende não ter sido ainda bem equacionado, há novas opções de ocupação desta frequência. Esta faixa está sob análise da própria UIT – União Internacional de Telecomunicações – que poderá mudar a sua atribuição. Atualmente ela está destinada para TDD (banda larga fixa) e estuda-se alterá-la para FDD (banda larga móvel) – o que irá despertar o interesse de mais fabricantes, tornando mais atrativa a sua ocupação.

Martins acha que a Anatel pode aguardar pela conclusão desses movimentos internacionais e estudar melhor o tema. “Podemos pensar em destinar um pedaço desta faixa para os pequenos provedores prestarem serviços outodoor, com as novas tecnologias de femtocell que estão surgindo”, sugeriu ele ao Tele.Síntese. ( Da redação).

 

(Fonte: Tele Sintese)

Aproveite todas as licitações públicas em um só lugar!